Avalie o desempenho Ambiental da sua Gestão conforme a ISO 14001
×

Como avaliar o desempenho Ambiental da sua Gestão conforme a ISO 14001


 

Para que a organização possa monitorar, medir, analisar e avaliar o , devemos ter um sistema realmente implantado, baseado nos objetivos e metas ambientais, processos operacionais, aspectos ambientais significativos, atendimento com avaliação de conformidade com os requisitos legais, dentre outros.

Os resultados, portanto, devem ser analisados e usados para determinar áreas de sucesso e para identificar atividades que requeiram ações corretivas e melhoramentos.

Para atender monitoramento, medição, análise e avaliação, devem ser implantados processos apropriados para assegurar a confiabilidade dos dados, tais como calibração de instrumentos e equipamentos de teste e amostragem de “soft” e “hardware”, assim como os próprios aspectos ambientais significativos, considerando as emissões atmosféricas, efluentes líquidos, ruído, consumo de recursos ambientais, dentre outros fatores. Estes devem ser medidos, periodicamente, comparando, em seguida, os resultados com os padrões legais e os objetivos e metas da organização.

Controlar os Requisitos ou Monitorar Requisitos ambientais?

Importante mencionar que existe a diferença entre monitorar e controlar seus requisitos, embora as duas estejam, interligadas. Leia abaixo a diferença e sua empregabilidade na prática:

Monitorar: refere-se a um processo de acompanhar a evolução dos dados.

Controlar: significa manter o processo dentro de limites preestabelecidos.

A identificação de indicadores apropriados de desempenho ambiental da organização deve ser um processo contínuo. Tais indicadores podem ser objetivos verificáveis e reprodutíveis, devendo ser importante para as atividades da organização, consistentes com sua política ambiental e contexto além de prático, barato e tecnologicamente viáveis.

É recomendado que para as características monitoradas sejam estabelecidas metas e que o não atendimento a estas resulte, sempre que necessário, na tomada ações corretivas.

Instrumentos usados para monitorar características de atividades, produtos ou serviços relacionados aos impactos ambientais significativos devem estar devidamente calibrados e mantidos, a fim de fornecerem informações corretas, úteis e confiáveis.

Monitoramento e medições devem abranger, pelo menos:

  • Efluentes líquidos.
  • Emissões atmosféricas.
  • Resíduos sólidos.
  • Consumo de recursos naturais

Avaliação do atendimento aos requisitos legais e outros requisitos

A seguir alguns tópicos relevantes quanto a avaliação de desempenho do SGA:

A Norma ISO 14001 determina que a organização decida, periodicamente, através da avaliação os atendimentos aos requisitos legais aplicáveis, identificados através do requisito 6.1.3 – Requisitos legais e outros requisitos, mantendo sempre a informação documentada do resultado da avaliação dos mesmos.

É importante frisar que a norma não exige que sejam avaliados 100% dos requisitos em uma única avaliação, podendo ser realizado em períodos determinados, normalmente uma vez ao ano, desde que haja planejamento num período de 3 anos,por exemplo, considerando a avaliação completa dos requisitos aplicáveis.   

Auditoria interna do sistema de gestão – ISO 14001

Esse item trata das auditorias internas, processo em que é possível avaliar se o SGA – Norma ISO 14001 – está em conformidade com os arranjos planejados para a gestão da qualidade (incluindo os requisitos da Norma), se foi adequadamente implementado e mantido, assim como os resultados planejados.

Quanto aos intervalos planejados para a realização da auditoria, fica a critério da organização. Porém, sugere-se realizar as auditorias a cada 06 meses, a fim de verificar e, também de comparar o andamento do SGA e, consequentemente identificar e apontar as devidas melhorias.

O programa de auditorias, inclusive seu cronograma, deve ser baseado na importância ambiental da atividade envolvida e nos resultados de auditorias anteriores.

As auditorias devem ser conduzidas por funcionários devidamente qualificados e que, preferencialmente, sejam independentes da função auditada, de modo a assegurar imparcialidade e objetividade de julgamento. Durante o processo, o auditor vai avaliar a documentação e registros buscando por evidências de:

• Atendimento aos requisitos da norma;

• Atendimento aos requisitos legais e outros requisitos;

• Identificação de não conformidades e de acompanhamento das respectivas ações corretivas ou preventivas;

• Comunicação interna sobre a eficácia do SGA;

• Treinamento e conscientização de colaboradores diretos e indiretos onde suas funções impactam sobre aspectos ambientais significativos,

• Relatórios de auditorias anteriores, entre outros.

Análise crítica pela direção

A Alta Direção deve analisar, criticamente, o SGA da organização em intervalos planejados para verificar sua adequação e como pode ser melhorado, incluindo a Política de Meio Ambiente, assim como os objetivos e metas, aspectos ambientais significativos, questões internas e externas, riscos e oportunidades, dentre outros.

É muito comum as organizações programarem um evento (reunião, workshop) envolvendo os membros da Alta Direção e o Representante da Direção. Nesse evento, são apresentados os resultados, discutidos e analisados, além das novas estratégias e planejamentos traçados. Entretanto, a norma não exige que exista um evento como esse.

A análise crítica pode acontecer ao longo do período estabelecido para que aconteça, podendo, inclusive, ser feita por meio de envio de e-mails com os resultados e respostas com as saídas que estão apresentadas no item 9.3

Conclui-se que ao avaliar o desempenho do sistema de gestão ambiental da organização, consequentemente a objetivo principal dessa norma será atingido, isso porque o trabalho será realizado com atitudes sustentáveis entre o meio ambiente, meio social e econômico, a Alta Direção e demais envolvidos, sempre, com o propósito de executar essa premissa, que é promover o desenvolvimento sustentável nas organizações.

Conheça o . Aprenda detalhadamente sobre os requisitos da nova norma de Gestão de Meio Ambiente. Todo o material foi montado por nossos auditores líderes da Verde Ghaia e com experiência prática e teórica a respeito do tema. 

_____________________________________________________________________

As normas ISO trazem mudanças significativas quanto à necessidade de maior envolvimento da Alta Direção e Liderança nos Sistemas. Foi pensando assim, que criamos o Future Legis! 

Um um banco de dados gratuito com foco em .


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *