outubro 2016 | Grupo Verde Ghaia
×

Consultoria Online Verde Ghaia agora conta com cartão BNDES


 

Consultoria  com cartão BNDES

A Consultoria On-Line Verde Ghaia agora é parceira do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e oferece aos seus clientes condições facilitadas de pagamento para todos os nossos produtos e serviços através do cartão BNDES.

Saiba tudo sobre o cartão BNDES e faça uso de seus benefícios.

 

O que é o cartão BNDES?

Criado pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social, o cartão BNDES, é uma importante solução que foi criada para beneficiar micro, pequenas e médias empresas no país.

Com o cartão BNDES as empresas passam a ter condições mais benéficas para fazer os seus investimentos, com taxas de juros mais acessíveis e atrativas.

Quem pode ter o cartão?

Empresas com faturamento anual até R$90 milhões, sediadas no Brasil e que exerçam atividades econômicas compatíveis com as políticas de crédito do BNDES.

 

O que as empresas ganham com o cartão BNDES?

Com o cartão BNDES as empresas ganham condições facilitadas para investir.

Com um crédito de até R$ 1 milhão, as empresas podem fazer financiamento com taxas de juros mais atrativas (consulta mensal através do site do BNDES), com a possibilidade de pagamento em até 48 parcelas, com valores iguais e fixos (condições variáveis).

 

A empresa pode comprar qualquer coisa com o cartão?

O crédito do cartão só pode ser utilizado para os mais de 140 mil produtos cadastrados e disponíveis no site.

Entre eles estão os produtos e serviços oferecidos pela Consultoria On-Line Verde Ghaia: Consultoria para Certificação, Consultoria para Manutenção, Consultoria para Migração, Modelos de Procedimentos, Diagnóstico, entre outros.

 

Quais bancos podem emitir o cartão?

  • Banco do Brasil
  • Banrisul
  • Bradesco
  • Caixa Econômica Federal

 

Como as empresas podem solicitar o cartão BNDES?

Para ter o cartão BNDES as empresas precisam atender aos critérios iniciais – ser sediada no Brasil, ter o faturamento anual de até R$90 milhões, exercer atividade econômica compatível com as políticas de crédito do BNDES.

Além disso, o BNDES exige que:

  • A empresa esteja em dia com os tributos federais – FGTS, RAIS;
  • Preencha o questionário de solicitação, disponível no site;
  • Ao final, envie a proposta de solicitação para o banco emissor escolhido.

 

Informações importantes:

  • Uma mesma empresa poderá ter mais de um cartão BNDES, emitido por bancos diferentes.
  • O limite do cartão poderá chegar até R$ 1 milhão, no entanto, o valor é atribuído pelo banco, mediante análise de crédito.

Para mais informações, acesse o site do BNDES: BNDES

Para mais informações acesse:


12 desvantagens de não migrar para ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015


 

O prazo para as empresas concluírem a migração para as norma iso 9001 versão 2015 e ISO 14001 versão 2015 termina em 2018. Após essa data os certificados na versão anterior das normas perdem a validade.

Para não perder a certificação, as empresa precisam passar pelo processo de migração que prevê a implementação e adequação aos novos requisitos da norma e a realização de auditoria externa, feita por um organismo certificador.

A equipe de Consultoria Técnica e Jurídica da Verde Ghaia orienta as empresas a realizarem o processo com antecedência para evitar qualquer imprevisto e não correr o risco de ficar sem o certificado internacional, o que pode comprometer o negócio de qualquer empresa.

Para alertar as empresas sobre os riscos de deixar a migração para última hora, os Consultores elencaram as principais desvantagens de não realizar o processo com antecedência.

1. Falta de tempo para a empresa se organizar e programar as ações necessárias.

2. Maior impacto nas rotinas e nos processos, podendo comprometer a produtividade dos colaboradores e da empresa.

3. Não ter tempo hábil para qualificar e sensibilizar os colaboradores sobre as mudanças, podendo gerar resistências e impactos negativos na produtividade e no clima organizacional.

Curso EAD de sistema de gestão da qualidade da norma ISO 9001:2015
Curso EAD Verde Ghaia – ISO 9001:2015

4. Não avançar em novas metodologias inseridas nas versões 2015.

5. Maior impacto do custo de migração, concentrando os valores em um único período e ainda com a possibilidade do aumento do custo dos serviços motivado pela maior demanda das empresas e a escassez de consultorias disponíveis.

6. Indisponibilidade de empresas de Consultoria e de profissionais qualificados para auxiliar no processo de migração.

7. Indisponibilidade dos organismos certificadores para a realização de auditorias externas.

Não ter tempo hábil para avaliar e amadurecer o Sistema de Gestão com a aplicação dos novos requisitos, e correr o risco de só identificar falhas cruciais durante a auditoria externa, podendo, de acordo com a gravidade da não conformidade, comprometer a certificação.

8. Perda de negócios: Deixar de participar ou de ser classificado em concorrências e licitações que exijam a certificação na nova versão da norma. Estar no mesmo patamar de milhares de empresas que vão deixar a migração para a última hora e demonstrar para o mercado a falta de programação e planejamento (marketing negativo).

9. Marketing negativo: associar a imagem da empresa às questões negativas, tais como procrastinação, desorganização, gestão ineficaz. Afetando, assim, a credibilidade com os seus clientes e parceiros.

Não aproveitar os benefícios trazidos pela nova versão da norma, que agregam a gestão à estratégia da empresa, o que poderia ser fundamental para o negócio em tempos de crise.

Quer saber mais sobre a migração? Acesse nosso site e entre em contato conosco Consultoria Online Verde Ghaia

Quer saber mais sobre as novas versões das normas? Confira o material orientativo que a equipe de Consultoria Técnica e Jurídica da Verde Ghaia preparou!


10 motivos para implementar: ISO 9001 versão 2015 e ISO 14001 versão 2015


 
10 motivos para implementar: ISO 9001 versão 2015 e ISO 14001 versão 2015

As normas ISO 9001 e ISO 14001 versão 2015 já comemoraram o primeiro aniversário. Agora o prazo para que as empresas façam o processo de migração e conquistem a certificação ISO 9001 versão 2015 e ISO 14001 versão 2015 está cada vez menor.

Muitas empresas já se adiantaram e estão realizando o processo. No entanto, ainda há um número considerável de empresas que preferem deixar para fazer o processo somente em 2018, quando se encerra o prazo de migração.

A equipe de Consultoria Técnica e Jurídica da Verde Ghaia alerta que essas empresas correm o risco de não amadurecerem o sistema de gestão e de cometerem falhas cruciais durante a auditoria, o que poderá comprometer a certificação.
Confira abaixo os 10 motivos elencados por nossos Consultores para que as empresas façam a migração ISO 9001 versão 2015 e ISO 14001 versão 2015 com antecedência:

Mudança gradual do processo, gerando menos impacto nas rotinas da empresa e dos colaboradores.

Maior tempo para capacitação e conscientização dos colaboradores, possibilitando a gestão mais eficiente das mudanças.

Diminuir o impacto do custo de migração, diluindo os valores até o prazo de conclusão.

Maior disponibilidade de empresas de Consultoria qualificadas e capacitadas para auxiliar no processo de migração.

Maior disponibilidade dos organismos certificadores e de auditores selecionados para a realização das auditorias externas.

Ter mais tempo para avaliar e amadurecer o Sistema de Gestão com a aplicação dos novos requisitos, bem como, de corrigir eventuais desvios, antes mesmo da realização das auditorias externas.

Competitividade: Poder participar de concorrências e licitações que já exijam a certificação na nova versão da norma.

Sair na frente de demais organizações, especialmente as do mesmo setor, e poder utilizar isso como estratégia de marketing positivo.

Marketing positivo: associar a imagem da empresa às questões positivas, tais como pioneirismo, organização, planejamento e gestão eficaz. Mantendo, assim, a credibilidade com os seus clientes e parceiros.

Gestão mais estratégica em momento de crise. Usar os novos requisitos da norma para trazer para a empresa uma gestão mais estratégica, que poderá ser fundamental para alavancar ou manter o negócio em tempos de crise.


Quer saber mais sobre as novas versões iso 9001 versão 2015 e ISO 14001 versão 2015

Para mais informações acesse:


Quer saber mais sobre as novas versões das normas?

Confira o material orientativo que a equipe de Consultoria Técnica e Jurídica da Verde Ghaia preparou:

e-book iso 9001 versão 2015 grátis
e-book iso 14001:2015 grátis
E-BOOK ISO 9001E-BOOK ISO 14001

Para mais informações acesse:
Consultoria Online Verde Ghaia


ISO 9001 e ISO 14001 versões 2015 empresas correm para migrar


 

migracao iso 9001 versão 2015A publicação das novas versões das normas ISO9001 e ISO14001 já completou 1 ano. Agora falta pouco tempo para as empresas iniciarem a migração e completarem o processo antes do prazo de vencimento, em outubro de 2018, quando os certificados da versão anterior perdem a validade.

 

Para as empresas que consideram que o tempo é grande, os organismos certificadores alertam para que se planejem para não serem surpreendidas e correrem o risco de ficarem sem a certificação.

 

A versão 2015 das normas traz mudanças significativas para a gestão das empresas, justamente por estar mais alinhada à estratégia e contar com o maior envolvimento das lideranças em todo o processo. Por isso, é fundamental que as empresas se estruturem com antecedência para que consigam realizar a migração com tranquilidade, avaliando e conferindo o atendimento aos novos requisitos, corrigindo possíveis falhas e desvios e evitando a perda do certificado internacional, seja de Gestão da Qualidade ou de Meio Ambiente.

 

Pensando nisso, muitas empresas já iniciaram o processo de migração logo na chegada das normas, por terem receio de não conseguirem se estruturar em tempo e fazer com que o Sistema de Gestão esteja devidamente adequado para passar por uma auditoria externa de certificação.

migracao iso 9001 e iso 14001 sogi 6

De acordo com o Consultor e Presidente do Grupo Verde Ghaia, Deivison Pedroza, quanto antes as empresas iniciarem o processo mais tempo terão para avaliar o sistema e corrigir pequenas falhas que só podem ser percebidas quando os processos estiverem sendo executados. “Quem deixa para fazer o processo na última hora, além de ter um custo maior com Consultoria e Treinamentos, corre o risco de não conseguir se adequar completamente e só perceber falhas cruciais durante a auditoria, o que pode até comprometer a certificação dependendo da gravidade da não conformidade. Se pensarmos nos impactos significativos disso para o negócio, não vale a pena correr o risco”, enfatiza.

 

Ainda de acordo com Deivison Pedroza, muitas empresas já estão preocupadas em manter a certificação, por isso, a procura por serviços de consultoria, consultoria on-line e treinamentos já estão aumentando. “Nos últimos meses tivemos um volume de solicitações de propostas acima da média. O número de acessos nos nossos sites aumentou quase 10 vezes. As empresas estão em busca de materiais orientativos sobre a migração e também de serviços para assessorá-las nos processos. As empresas sabem que, quem deixa para última hora pode ser surpreendido com a escassez ou alto custo de profissionais habilitados e qualificados para ajuda-las”, explica.

 

Para melhor orientação da sua empresa, elencamos alguns fatores que mostram a importância de planejar o processo e de não deixar para fazer a migração na última hora.

Confira:

migracao iso 9001 e iso 14001 2015

 

_________________

 

Quer saber mais sobre as novas versões das normas?

Confira o material orientativo que a equipe de Consultoria Técnica e Jurídica da Verde Ghaia preparou:

e-book iso 9001 versão 2015 grátis e-book iso 14001:2015 grátis
E-BOOK ISO 9001 E-BOOK ISO 14001

 


Novas Notas Técnicas ajudam na interpretação de itens da NR12


 

Foram publicadas, no último dia 06 de outubro, as Notas Técnicas (NT) Nº 253 e Nº 254, com o objetivo de orientar a fiscalização do Ministério do Trabalho (MTb), auxiliar os fabricantes na prevenção de erros e os usuários na interpretação de itens do texto vigente da Norma Regulamentadora NR 12 – Segurança no Trabalho com Máquinas e Equipamentos. As Notas foram elaboradas pelo Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho (DSST).

NR 12 – Segurança no Trabalho

Saiba tudo sobre a atualização da NR 12 – ano 2019

A Nota Técnica nº 253/2016 analisa a possibilidade de utilização de válvulas que não tenham o princípio construtivo de fluxo cruzado para atendimento das disposições constantes no Anexo VIII da NR 12, considerando o conceito de estado da técnica e as normas técnicas existentes.

Isso porque, no atual contexto de aplicação do Anexo VIII – Prensas e Similares – da NR12, especialmente em razão do disposto nos itens 4.1, 4.1.1, 4.1.2, 4.1.3, 4.1.4, 4.1.5 e 4.1.6 do referido Anexo, foram gerados questionamentos sobre a possibilidade de adoção de tecnologias que não utilizam obrigatoriamente válvula com o princípio construtivo de fluxo cruzado.

Ficha de Emergência para o transporte terrestre de produtos perigosos

Já a Nota Técnica nº 254/2016 esclarece e fornece informações acerca das condições de aplicação dos itens 12.58, alínea “f” – monitoramento do dispositivo de parada de emergência; e dos itens 12.45 e 12.56 – consultas sobre as exigências para a utilização de proteções intertravadas com comando de partida; que eram questões que também geraram questionamentos a partir das alterações que foram introduzidas pela Portaria MTb 1.111, de 21 de setembro de 2016.

As Notas Técnicas, expedidas pelo Ministério do Trabalho, pelo Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho (DSST) e/ou suas Secretarias, não são publicadas no Diário Oficial da União e nem sempre divulgadas de forma sistemática nos respectivos sites dos órgãos e/outros meios oficiais. Entretanto, como as mesmas tem a finalidade de esclarecer a interpretação do órgão a respeito de atos normativos de sua competência. Dessa forma, a Consultoria Técnica e Jurídica da Verde Ghaia se mantém atenta e procura divulgá-las para que todos os seus clientes possam ter conhecimento da disponibilização das mesmas.

Fique por dentro das atualizações da Norma Regulamentadora – NR12

Aproveite e leia: Ficha de Emergência para o transporte terrestre de produtos perigosos

Fabio Pereira de Carvalho
Legislação e Pesquisa Verde Ghaia


ANVISA abre consulta pública sobre presença de lactose nos alimentos


 

anvisa presença de lactose nos alimentosANVISA abre consulta pública sobre presença de lactose nos alimentos

Foram abertas pela Anvisa no dia 03/10/2016 as Consultas Públicas 255 e 256 que tratam da presença de lactose nos alimentos. Serão definidos parâmetros para a classificação dos alimentos para dietas com restrição de lactose e os requisitos para a declaração obrigatória de lactose nos rótulos dos alimentos.
A CP nº 255 refere-se à obrigatoriedade de declaração de lactose nos rótulos de alimentos, incluindo as bebidas, os ingredientes, os aditivos alimentares e os coadjuvantes de tecnologia. Ainda, os alimentos embalados na ausência dos consumidores, inclusive aqueles destinados exclusivamente ao processamento industrial e os destinados aos serviços de alimentação.
Já a CP nº 256 refere-se à alteração da Portaria SVS/MS nº 29, de 13 de janeiro de 1998, que dispõe sobre o regulamento técnico sobre alimentos para fins especiais, para incluir artigos com classificações de alimentos para dietas com restrição de lactose. Na proposta, são definidos requisitos de composição e rotulagem para alimentos isentos e com baixo teor de lactose.
Para consultar as propostas e enviar contribuições basta acessar o site da ANVISA através dos seguintes links:
CP nº 255 – ANVISA CP nº 255

CP nº 256 – ANVISA CP nº 256


Blog VG