dezembro 2017 | Página 2 de 2 | Grupo Verde Ghaia
×

2018: Ano de realizar a Migração para nova versão da ISO


 

2018 é o momento ideal para começar a implementação para nova versão das Normas ISO 9001 e ISO 14001 e a migração da nova versão da norma ISO 45001.

Copa do Mundo – Junho e Julho serão meses intensos no Brasil, que trarão não só o patriotismo, a diversão e os momentos de confraternização, mas também uma agenda apertada e dispersão devido aos jogos. A Copa começa no dia 14 de junho e terminam dia 15 de julho.

Eleições – Até outubro, muitas empresas também param algumas operações devido às eleições. O pleito será realizado no dia 7 de outubro e, em caso de 2° turno, também no dia 28. É hora de escolher presidente, governador, deputado federal e estadual. O período eleitoral inicia-se 45 dias antes da eleição e isso acaba influenciando nas operações de algumas empresas.

Mesmo que sua empresa já tenha se programado e vá sair ilesa dessas programações de 2018, outras já estão correndo contra o tempo. Então se prepare, pois muitas organizações deixaram a migração para a última hora e já começaram o agendamento para migração.

Não deixe para fazer os treinamentos da ISO 9001:2015 e na última hora, nem – muito menos – agendar sua consultoria e auditoria de recertificação na última hora, pois a agenda vai estar apertada. A escassez de profissionais pode inclusive deixar os valores mais caros.

Prepare-se! Coloque a Migração como uma de suas primeiras metas de 2018.

Primeiros passos para a Migração

  • Avalie o estado atual da sua empresa: Uma das ações que podem auxiliar a reduzir o impacto das mudanças a organização é avaliar como está o atual sistema de gestão ambiental e a partir dos tópicos citados nesse artigo analisar o que precisará ser feito para obter a nova versão da ISO 14001.
  • Planeje-se: Precaver-se com antecedência e adaptar a empresa com métodos eficientes para não afetar as atividades rotineiras da organização. Veja como as mudanças poderão ser realizadas segundo as especificidades do seu empreendimento. Analise o tempo que será necessário, os recursos que deverão ser dispendidos e os ajustes que precisarão acontecer.
  • Envolva a Alta direção: para o bom funcionamento dos processos de adaptação à nova versão é imprescindível que a liderança esteja comprometida e envolvida de forma direta. Ela é a responsável pela boa fluidez e por reduzir a burocracia de execução das etapas.

É interessante que as organizações se ajustem o quanto antes aos novos requisitos. Lembramos que os processos implicam em várias etapas, o que demanda tempo e preparação. Para não correr o risco de perder a certificação, entre em contato conosco e conheça a melhor forma de migrar para a versão 2015 ou comece sua migração agora.

Por Mônica Rosa
Coord. Comunicação e Marketing


Quer saber mais sobre as novas versões das normas?

7º Café Conectado Cursos On-line – ISO 9001:2015 – Sistema de Gestão da Qualidade

Qual a relação da ISO 9001:2015 com o crescimento do seu negócio?

Aspectos e Impactos na ISO 14001:2015

ISO 14001:2015 – O que mudou?

ISO 9001:2015 – O que mudou?

  


STF proíbe produção, comercialização e consumo de produtos com amianto


 

Em sessão realizada no Supremo Tribunal Federal, no dia 29/11/2017, por 7 votos a 2, decidiu-se proibir em todo o Brasil a produção, a venda e o uso do amianto crisotila / asbesto.

Tal julgamento se deu em razão da discussão das ADIs 3406 e 3470 contra a Lei nº 3.579 de 07/06/2001 do Estado do Rio de Janeiro que dispõe sobre a substituição progressiva da produção e da comercialização de produtos que contenham asbesto, proibindo, por exemplo, a extração, a utilização, a pulverização e a venda de produtos com asbesto no Estado. A decisão a manteve, como também vinculou as proibições a todo país, sendo vedado ao Congresso e também aos Estados a criação de leis que autorizem o uso do amianto, e declarou ainda, a inconstitucionalidade do Art. 2º da Lei Federal nº 9.065 de 01/06/1995 na qual autorizava tais atos.

Esta foi a segunda decisão tomada no ano de 2017, pois no dia 24 de agosto, o Supremo entendeu ser improcedente a ADI 3937 ajuizada contra a Lei nº 12.687 do Estado de São Paulo, na qual tratava sobre o mesmo assunto.

O amianto

O amianto crisotila é uma fibra mineral de origem natural extraída das pedras, muito utilizado nos produtos de fibrocimento da construção civil, como na fabricação de telhas e caixas d’água, por fatores como: maior resistência ao aquecimento, flexibilidade, durabilidade, isolamento e principalmente, fatores econômicos, pois sua produção exige baixo custo.

A proibição importa principalmente no que tange à saúde dos trabalhadores que o produzem, pois o pó do asbesto, quando aspirado, ocasiona graves riscos, desencadeando doenças como a asbestose e o câncer de pulmão. Desta forma, a decisão de manter as Leis que proíbem o amianto como constitucionais, protegem os direitos fundamentais de proteção ao meio ambiente e controle de poluição e principalmente, à saúde humana.

Aos clientes do SOGI, acessem as íntegras dos textos no Módulo LIRA.

Por Ana Gabrielle Silva
Setor Jurídico


Coca-Cola Andina é vencedora no Prêmio Compliance Brasil em Gestão Integrada


 
Prêmio Compliance Brasil – Categoria Gestão Integrada: Daniela Cavalcante – Diretora Verde Ghaia; Priscila Ouvinha – Coca-Cola Andina; Deivison Pedroza – CEO Verde Ghaia.

A categoria Excelência em Gestão Integrada do Prêmio Compliance Brasil 2017, que aconteceu no início de novembro durante o HSM EXPO em São Paulo, homenageou as empresas que obtiveram alto desempenho em três ou mais Sistemas de Gestão monitorados através do software SOGI da Verde Ghaia.

A Coca-Cola Andina destacou-se com excelência em quatro Sistemas de Gestão e, por isso, recebeu o troféu de primeiro lugar em “Gestão Integrada”. A empresa Alesat Combustíveis também atingiu um ótimo resultado e ganhou o segundo lugar nessa categoria.

Priscila Ouvinha, Analista da Qualidade da Coca-Cola Andina, representou a empresa na premiação e reconheceu a importância de se ter boas parcerias para se atingir um desempenho eficaz em gestão integrada:

“Esse prêmio é um grande reconhecimento para todos da Coca-Cola Andina Brasil, pois realizar a gestão integrada de quatro sistemas é realmente uma tarefa extremamente difícil. Mas, ao mesmo tempo, a Verde Ghaia nos auxilia muito, sentimos muita tranquilidade e confiança no serviço prestado por ela. Sempre que temos auditoria ou qualquer outra necessidade, a equipe do jurídico da Verde Ghaia está a postos para nos atender. E, agora que iremos inaugurar uma nova fábrica no final do ano, iremos entrar em contato novamente com a Verde Ghaia.
Certamente essa parceria irá se estender por muitos e muitos anos.
Muito obrigada”.

Priscila Ouvinha – Coca-Cola Andina

Mais de 2.000 empresas de grande e médio porte participaram do Prêmio Compliance Brasil e disputaram oito categorias, são elas:


Prêmio Excelência em Desempenho Legal Qualidade
Prêmio Excelência em Desempenho Legal Saúde e Segurança
Prêmio Excelência em Desempenho Legal Segurança de Alimentos
Prêmio Excelência em Desempenho Legal Responsabilidade Social
Prêmio Excelência em Desempenho Legal Energia
Prêmio Excelência em Gestão de Fornecedores
• Prêmio Excelência em Gestão Integrada

Veja mais sobre o prêmio: Prêmio Compliance Brasil 2017


Verde Ghaia está entre as empresas mais sustentáveis do país.


 

A Verde Ghaia é reconhecida no Guia Exame de Sustentabilidade como uma das empresas de Consultoria, Gestão e TI mais sustentáveis do Brasil. Neste mesmo setor de atuação, também se destacaram as duas grandes organizações: EY e IBM.

173 empresas responderam ao questionário da Revista Exame, preparado pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo – GVces. O primeiro passo foi separar as empresas com maior pontuação na pesquisa, para em seguida ser realizada uma apuração de jornalistas sobre as questões críticas e, por fim, avaliação de conselho deliberativo.

O desempenho da Verde Ghaia na pesquisa foi:

  • Dimensão Geral – 85,6%
  • Dimensão Econômica – 50,3%
  • Dimensão Social – 88%
  • Dimensão Ambiental – 83,7%

Daniela Cavalcante (Diretora Técnica) e Deivison Pedroza (CEO) convidados para premiação do Guia Exame de Sustentabilidade, no dia 29 de novembro de 2017 em São Paulo.

 

Categorias

A análise levou em consideração os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU e categorizou as empresas em dez indicadores chaves, com notas de “acima da média”, “regular” e “abaixo da média”. São eles: Direitos Humanos, Ética e Transparência, Gestão da Água, Gestão da Biodiversidade, Gestão de Resíduos, Governança da Sustentabilidade, Mudanças Climáticas, Relação com a Comunidade e Relação com clientes.

Considerando isso, a Verde Ghaia ficou:

Acima da Média em: Gestão da Água e Gestão de Resíduos, este devido ao software VG Resíduos que, em 2017, ganhou diversos prêmios, como o 3° lugar no 100 Open Startups.

Regular em: Direitos Humanos, Ética e Transparência, Gestão da Biodiversidade, Gestão de Fornecedores, Relação com a Comunidade e Relação com Clientes.

Abaixo da Média em: Governança da Sustentabilidade e Mudanças Climáticas.

Clientes Sustentáveis

Entre as empresas mais sustentáveis do Brasil, 25% delas são clientes da Verde Ghaia. Com muito orgulho, pois sabemos que temos uma parcela de responsabilidade nisso, parabenizamos este destaque do trabalho sustentável das seguintes empresas:

  1. Cargill
  2. Usina Coruripe (Também indicada ao Prêmio Compliance Brasil 2017)
  3. Grupo Boticário
  4. Coca-Cola (Também vencedora do Prêmio Compliance Brasil 2017)
  5. Nestlé (Também vencedora do Prêmio Compliance Brasil 2017)
  6. Precon Engenharia
  7. MRV
  8. Schneider Electric (Também indicada ao Prêmio Compliance Brasil 2017)
  9. CPFL
  10. Grupo Rio Quente
  11. Masisa
  12. Aperam
  13. ArcelorMittal
  14. Basf
  15. White Martins
  16. Unimed
  17. Hospital Albert Einsten
  18. Algar Telecom

Por Mônica S. Rosa
Coord. Comunicação e Marketing


Blog VG