Deivison Pedroza palestra no LMA SUMMIT sobre Sustentabilidade
×

Deivison Pedroza palestra no LMA Summit sobre Compliance Ambiental das Empresas


 

Law Management Audit, traduzida ao pé da letra como Auditoria de Gestão Jurídica, é um evento que acontece no Brasil para se discutir Compliance que visa a busca por soluções estratégicas para resolver os problemas reais.

Eventos como esses têm sido muito comuns, visto a todos os acontecimentos ocorridos no Brasil nesses últimos anos. Portanto, evento como LMA Summit tem um engajamento muito forte, no que diz respeito a discutir compliance com base em cases reais de várias organizações brasileiras.

O objetivo da apresentação desses cases é o de discutir na prática posturas mais éticas e sustentáveis paras que sirva de inspiração aos líderes das organizações, preparando-os para um novo mercado, mais ética, mais sustentável, mais íntegro.

Sobre o Evento – LMA SUMMIT em Florianópolis

O evento ocorrido no início de outubro em Florianópolis contou com a presença de vários especialistas para discutir assuntos voltados ao Compliance, Economia, Sustentabilidade e Inovação. Foram sete painéis nos quais os especialistas puderam debater sobre seus respectivos temas, propiciando aos participantes uma visão mais ampla sobre cada um dos temas, agregando valor e contribuindo na mudança de mindest.

O LMA SUMMIT busca tratar problemas reais e que sejam de interesse de toda a sociedade, de modo que ocorra uma consciência transformadora nas discussões em cada um dos temas abordados, visando a repercussão nos âmbitos social, ambiental, educacional, empresarial e institucional, com o intuito de que as ações sejam efetivas e benéficas a todos os interessados.

Deivison Pedroza no Painel Sustentabilidade

Para Deivison Pedroza “As empresas que estão alinhadas à ideia do compliance ambiental são aquelas que se preocupam, em seguir de forma pontual a legislação ambiental que lhe é aplicável, principalmente àquelas que fazem à gestão de seus resíduos.  Além disso, são essas organizações que se preocupam em utilizar princípios éticos para a tomada de suas decisões e para o desenvolvimento sustentável de suas atividades.”

Partindo dessa percepção, as organizações precisam entender que para se implementar o compliance ambiental, cabe à estas organizações a adoção de ações sustentáveis, visando à destinação ambientalmente correta de seus resíduos, cumprindo com a legislação específica, visando também, como fim específico, a prevenção de multas ambientais, infrações e processos administrativos.

O compliance ambiental pode representar uma alternativa viável na prevenção de delitos ambientais relacionados ao não cumprimento dos requisitos para uma gestão adequada de resíduos. Exemplificando essa teoria, temos como base os últimos anos, no qual houve uma crescente onda de escândalos de corrupção envolvendo grandes corporações.

As consequências dessas corrupções são gravíssimas e leva às empresas a perderem mercados, tendo sua reputação questionada e podendo chegar até a falência ou recuperação judicial. Desse modo, pode-se concluir, portanto, que o compliance ambiental traz benefícios para empresas que desejam manter a competitividade e serem diferenciais no mercado, uma vez que tenham as suas obrigações em dia.

O estímulo de valores éticos internos nas organizações, aliadas à implantação de regras e programas de governança corporativa, compliance e gestão de qualidade, por exemplo, são altamente benéficos, na medida em que agregam valores importantes como a reputação e uma gestão eficiente dos processos da organização.

Todos esses processos podem ser essenciais, uma vez que eles garantem a sobrevivência das empresas e o desenvolvimento sustentável, impedindo que muitas organizações façam parte da estatística de um destino em crises, sem perspectiva de crescimento sustentável.

A implantação destes conceitos é um sinal claro de maturidade empresarial, garantindo um diferencial competitivo no mercado, bem como a sustentabilidade do negócio.

Painéis do LMA SUMMIT 2019

  1. Painel Sustentabilidade: Deivison Pedroza Presidente e fundador do Grupo Verde Ghaia e Dra. Flávia Marchezini, Procuradora do Município de Vitória com atuação nas áreas de meio ambiente e urbanismo, participarem do Painel Sustentabilidade, cuja discussão abrangeu a importância do compliance ambiental das empresas. Deivison Pedroza, ainda contestou a dificuldade das organizações em melhorem seus processos em busca de Programa de Compliance, realmente, efetivo, devido a infinidade de legislações aplicáveis que as organizações precisam atender. E para se conquistar uma relação harmônica entre a sustentabilidade e lucro, as organizações precisam buscar esse equilíbrio, tendo como alicerce o compliance.
  • Painel Controles Internos:  Neste painel discutiu-se sobre os controles internos, tendo como participação o Professor Marcos Assi, abordando o termo por um viés mais dicotômico, visando apresentar as mais diversas estruturas e ramos empresariais. Este painel contou com a participação de Antônio Gustavo, ex-presidente do COAF, Alexandre Pinnheiro da CVM e Edmo Neves do IBDEE.
  • Painel Inovação: Daniel Gonzaga, Diretor de Inovação da Natura e Amelia Malheiros da Hering foram os painelistas do tema Inovação, apresentando seus respectivos cases de sucesso no contexto inovação, tecnologia, sustentabilidade e responsabilidade social. Além dos cases apresentados, os dois painelistas discutiram sobre os caminhos que o Brasil vem trilhando nesses últimos anos no quesito inovação.
  • Painel Integridade Negocial I: Esse painel foi o mais esperado pelos participantes, contando com a presença de Mário Spinelli, ouvidor da Petrobrás, Marcelo Zenkner CCO da Petrobrás e Rodrigo Bertocelli fundador do IBDEE cuja discussão sobre Compliance e Integridade foi enriquecedora, principalmente por abordar os últimos acontecimentos de forma tão objetiva, transparente e tão fomentador. O painel contou com a mediação de Francisco Bessa, chefe da assessoria especial de controle interno do Ministério da Economia que conduziu o tema “a importância da integridade nas empresas, independente do porte ou ramo de atividade”.
  • Painel de Gestão Ética de Recursos Humanos: Quem participou deste painel se surpreendeu com a apresentação do Dr. Marlos Melek, Juiz do trabalho e um dos autores da reforma trabalhista, que com a sua maestria e objetividade na fala, conferiu detalhes minuciosos que serão capazes de causar impactos positivos na economia nacional.  Além disso, Dr. Melek apresentou ainda os desafios que as organizações terão para contratação devido aos entraves econômicos na legislação nacional.
  • Painel Integridade Negocial II: O Painel Integridade Negocial teve dois momentos. Neste segundo painel, os painelistas Dr. Yuri Sahione da OAB, Alexandre Macedo do CADE e Felipe Oliveira da PUCRS, marcaram presença nas discussões sobre assuntos em sua maioria, muito complexos, tais como, cartel, lavagem de dinheiro e Gestão de Risco.
  •  Painel de Economia e Gestão: No 7º painel, Ricardo Amorim fechou todo o evento, apresentando com clareza os desafios que o Brasil terá no quesito infraestrutura e economia. Apesar de toda incredulidade do povo brasileiro em relação a pátria, o economista demonstrou positividade para o desenvolvimento econômico do país para os próximos anos, destacando que agora é o momento certo para agir.

O LMA SUMMIT quebrou com todas as expectativas, conseguindo ir além do esperado, unindo teoria e prática, apresentando cases de sucesso com foco em COMPLIANCE, oferecendo aos seus participantes uma experiencia enriquecedora.

E nós da Verde Ghaia, estamos muito felizes por contribuir com essa mudança de mindset, de forma que consigamos uma sociedade mais íntegra, mais justa, mais consciente.

Fiquem ligados no calendário de 2020 para o evento LMA SUMMIT, temos a certeza de que valerá muito a pena a troca de experiencia.

Saiba mais sobre o LMA SUMMIT em Florianópolis.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *