×

O Brasileiro deixa tudo para a última hora, e isso é um fato!


 
Avalie este post

“O Brasileiro é famoso pelo hábito de deixar tudo para a última hora, e isso é um fato!”

Se você é um gestor da Qualidade e/ou Meio Ambiente e não concorda com minha afirmação, então me responda: Você já migrou seu sistema de Gestão de Qualidade e Meio Ambiente para as novas versões da NBR ISO 14001:2015 e NBR ISO 9001:2015?

Se você respondeu que sim, alegre-se. Você está entre os poucos, pois apenas 17% de todas as empresas certificadas no BRASIL já se adequaram às novas versões normativas. E isso quer dizer também que, 83% de todas as empresas certificadas não fizeram nada até agora.

As normas NBR ISO 14001:2015 e NBR ISO 9001:2015 foram publicadas no Brasil em 06 de novembro de 2015 com prazo máximo de migração para setembro de 2018. Teoricamente, o prazo de 03 anos para que as organizações se adequassem às novas mudanças seria tempo suficiente, dentro de um ambiente de gestão organizado.

Se você faz parte do grupo dessas 83% de organizações que não se adequaram às novas versões, a péssima notícia é que o prazo máximo de migração, não muda. Não há hipótese de se aplicar o famoso “ jeitinho brasileiro” e querer adiar mais um pouco o inadiável.

O ano de 2018, para quem não se preparou, será tenso. Vai faltar auditor para tanta empresa ser auditada. E isso pode trazer vários problemas tais como:

  1. Risco de não conseguir realizar a Migração até setembro de 2018;
  2. Maior custo para viabilizar processos de consultoria e auditoria;
  3. Maior custo de logística com auditores que terão que ser demandados de outras regiões;
  4. Falta de qualidade na gestão devido a tempo curto de adequação;
  5. Perda de qualidade na contratação de consultorias e auditorias.

A consultoria VERDE GHAIA tem recomendado a seus clientes que ainda não migraram que agendem desde já com seus organismos certificadores as datas para suas auditorias para o ano de 2018, evitando assim problemas de perda de prazo.

É aconselhável também que as organizações foquem nas mudanças (vide E-books criados pela VERDE GHAIA em edições anteriores – Mudanças ISO 9001 e Mudanças ISO 14001) e preocupe-se em não deixar para última hora as tarefas simples de uma gestão, tais como:

  1. Manter os colaboradores treinados e conscientizados quando à política, aspectos e impactos e controles operacionais;
  2. Manter controle sobre comunicações internas e externas;
  3. Manter controle sobre a conformidade legal aplicável;
  4. Manter controle e gestão sobre as não conformidades identificadas;
  5. Realizar as auditorias internas;
  6. Realizar as reuniões de análises críticas.

Saiba mais sobre:

Migração ISO 14001

Migração ISO 9001

Por Deivison Pedroza
CEO Verde Ghaia


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *