Por que precisamos de um Mindset de Liderança para sucesso do negócio
×

Como está o mindset da sua liderança?

 

Você certamente já ouviu o termo mindset, um dos muitos estrangeirismos adotados no mundo corporativo. O termo junta as palavras mind (“mente” em inglês) e set (que neste caso refere-se a “configuração”). Ou seja, mindset refere-se à configuração da nossa mente, nada mais do que nosso modelo mental.

Vamos entender como o Mindset pode ser utilizado para melhorar a sua Liderança e assim, alcançar os resultados pretendidos.

Mindset: como funciona esse modelo mental?

Na prática, o modelo mental é o tipo de mentalidade que cada pessoa forma em sua vida e responsável por definir até mesmo as coisas mais simples: desde a maneira como você organiza suas roupas no armário ou como preenche os espaços numa brincadeira de jogo da velha, até o modo como estuda para uma prova e como trabalha na empresa. O modelo mental explica por que você e um amigo podem resolver de maneiras diferentes um mesmo problema de lógica, e ainda assim, chegarem à solução correta.

Quando falamos de liderança, o mindset é essencial para determinar a maneira como um líder se relaciona com seu trabalho e colaboradores.

Sabemos que o líder é indispensável dentro de qualquer organização, não importando se o trabalho é realizado de maneira presencial ou remota. Ele não apenas vai gerir a equipe e os processos, como também será responsável por assegurar a predominância da cultura daquela empresa, alinhando a equipe à sua missão, visão e valores.

Acabe com os modelos tradicionais de Liderança

Só que ainda encontramos muitos modelos tradicionais de liderança que não cumprem seu papel e desmotivam a equipe. No entanto, uma liderança “ruim” geralmente não é proposital.

Todos nós já nos sentimos frustrados devido a uma liderança repleta de falhas, a qual foi capaz de matar totalmente nossa motivação. Mas entenda que seu gestor sofre muita pressão — ele também está sendo liderado por alguém, e muitas vezes esse modelo rígido começa lá em cima, no topo de administração da empresa. Isso sem mencionar a pressão de investidores, conselhos deliberativos, clientes.

Para se fugir do modelo de liderança menos tradicional, é preciso haver espaço para mudanças; se você é líder e pretende abraçar um novo modelo de gestão, precisa reconhecer se está na empresa certa para isso.

Mudando o mindset para se tornar um Líder Disruptivo

Os chamados “negócios disruptivos” são aqueles empreendimentos dotados de poder para mudar o mercado do qual fazem parte. Muitos aplicativos de celular, por exemplo, fazem parte de um modelo disruptivo. Basta nos lembrarmos do IFood, que mudou o relacionamento entre restaurantes, entregadores e consumidor.

Esse modelo de negócios tem sido responsável por abalar a estrutura daquele tradicional modelo vertical de gestão, no qual predomina a hierarquia, a figura do chefe e um jeito de se trabalhar um tanto engessado, mais focado em estrutura do que em resultados.

No entanto, hoje o chefe tem dado lugar ao líder, que por sua vez precisa estar adaptado a esse modelo disruptivo caso deseje sobreviver e crescer na carreira (e também como ser humano, por que não?). E a mudança de mindset é a chave para se tornar um líder disruptivo e, consequentemente, melhor.

Como favorecer sua maneira de Liderar uma equipe?

Mas não se assuste! Não estamos falando de mudanças bruscas de personalidade ou algo assim, mas de pequenas ações que podem favorecer completamente sua maneira de liderar.

Separamos algumas dicas interessantes para que você possa colocar em prática agora mesmo!

Conheça seus pontos fortes e fracos

Todo líder precisa olhar para dentro de si de maneira honesta. Você conhece seu jeito de liderar e de se relacionar com colegas? Todo gestor tem um estilo predominante. Seja sincero, você é do tipo centralizador, conciliador, explosivo, passivo, solucionador de problemas?

Procure compreender qual característica predomina e faça uso de todas elas. Até mesmo os seus pontos fracos podem ser usados a seu favor. Se você não tem certeza de qual é a característica predominante em seu estilo de liderança, busque feedback com seus colegas. Mas atenção: a abertura para opiniões precisa ser real. Entenda que não é um exercício para criar atritos, mas um modo de captar opiniões sinceras para crescer.

Muitas pessoas, simplesmente não são vistas por terceiros, da mesma maneira que se enxergam, e isso pode ser bem perigoso no ambiente de trabalho.

Converse com a equipe

É importante ter uma equipe aberta a comunicação, ou seja, que não tenha medo de opinar, propor novos métodos de resolver problemas ou que diverge de seu Líder em alguns aspectos. São momentos como esses que a gente passa a refletir se estamos errando, sendo prolixos, acertando ou não.

Avalie sem deixar o emocional tomar conta, pois afinal, quem entende melhor toda a estratégia da empresa é você, o Líder. Sua missão é orientá-los durante a jornada, por isso, pode acontecer de sua equipe não enxergar o todo, apenas parte do processo. É nesse momento, que entra o diálogo e a discussão da melhor maneira de alcançar os objetivos.

Seja autêntico

Mesmo que você descubra em si uma característica não muito favorável (a fama de “mandão”, por exemplo), não precisa lutar avidamente para mascará-la. Transforme uma característica ruim em algo bom. Lembra do método SWOT? Ele pode ser usado em você.

O jeito agressivo pode se transformar em assertivo. O mandão pode se tornar um líder-nato. O passivo pode ser um excelente mediador de conflitos. Lembre-se: pessoas autênticas são muito mais inspiradoras.

Abra sua mente

O novo modelo de liderança é aberto. Aberto às mudanças, às colaborações, aos riscos. Abra sua mente, seu mindset e crie um ambiente no qual todos possam se expressar e apresentar suas ideias.

Esqueça a centralização. A principal característica do modelo de negócios disruptivo é a descentralização, a capacidade de delegar.

Não se martirize pelos erros

Ninguém gosta de errar, obviamente. Mas, não fique remoendo um erro durante muito tempo; use-o como forma de aprendizado. E não tenha medo de assumir que errou.

Peça desculpas e recomece. Líderes entendem que os erros são necessários, embora muitos possam ser evitados. E além disso, permita que sua equipe erre, eles podem servir de insights.

Trabalhe o ambiente

Transforme sua equipe numa comunidade engajada, onde exista o prazer de trabalhar. Uma boa liderança faz com que todos sejam mais confiantes e seguros em relação à qualidade do próprio trabalho.

O grande segredo é estar aberto a ouvir a equipe e respeitar os perfis de cada um. Quando você compreende o estilo de trabalho de todos ao redor, consegue alocar melhor os cérebros em cada projeto e, com isso, o resultado é muito satisfatório.

Não intimide sua equipe

Mesmo durante os maiores conflitos, o bom líder não dá socos na mesa; ele para e pensa no assunto. Caso não haja humor para abordar o problema naquele momento, ele tira dez minutos de pausa para esfriar a cabeça. Uma equipe intimidada se retrai; pior ainda: ela passa a ocultar erros por medo da punição.

Atualize seu conhecimento

Se necessário, busque cursos sobre liderança, faça treinamentos, atualize-se. Todo aprendizado é válido e ninguém cresce sem ajuda.

Ofereça Feedback

Nunca se esqueça de que é o líder, é aquele quem define o desempenho da equipe. Oriente sua equipe nessa jornada disruptiva, dê feedbacks sejam eles negativos ou positivos.

Quando um Líder tem sua equipe engajada, dar um feedback negativo pode trazer melhorias para todo o processo e além disso, você pode escutar os motivos do seu colaborador e descobrir meios de ajudá-lo.


Supere os desafios na sua Liderança e leve a sua empresa a um outro patamar através de práticas usadas pelas Startups mais famosas do mundo! Você também pode aplicar todas a práticas em sua gestão e alcanar os melhores resultados.

Curso Gestão Acelerada  sobre os desafios para levar a sua empresa a outros patamares.
Conheça mais sobre o curso, clicando aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *