Sistema de Gestão de Energia: Cmo implementar a ISO 50001
×

Sistema de Gestão de Energia: Uma visão muito além da conta de luz


 

A ISO 50001: 2011 estabelece que o sistema de gestão de energia é o conjunto de elementos inter-relacionados ou interativos para estabelecer uma política energética, objetivos energéticos, e processos e procedimentos para atingir tais objetivos. Esses objetivos energéticos sempre deverão ter como premissa maior a redução do consumo de energia e/ou a eficiência energética.

Publicada em 15 de junho de 2011, a norma ISO 50001 estabelece um sistema para a gestão energética que pode ser usado por plantas industriais, instalações comerciais ou mesmo para empresas inteiras. A norma objetiva uma ampla aplicação para organizações de qualquer segmento e estima-se que possa influenciar diretamente mais de 60% de toda a energia em uso no mundo.

Sistema de Gestão de Energia: Uma visão muito além da conta de luz

A razão ou outra relação quantitativa entre uma saída de desempenho, serviços, produtos ou energia e uma entrada de energia é que chamamos de eficiência energética. Exemplo: Eficiência de conversão, energia requerida/energia usada, saída/entrada, energia teórica utilizada para operar/energia usada para operar; eficiência de motor – Kw/h Médio Consumido / Distância percorrida; eficiência da lâmpada –  W/h médio consumido / fluxo luminoso produzido lúmen (lm).

Nota-se que tanto a entrada como a saída precisam ser claramente especificadas em quantidade e qualidade e ser mensuráveis para que se consiga efetivamente visualizar o nível de eficiência energética do objeto de avaliação.

Entendendo o que contempla a Norma ISO 50001

Contudo, a gestão de energia a que se refere a norma não se restringe a somente a energia elétrica (que em muitos casos pode ser principal fonte de energia, apesar de não ser a única) mas aos demais tipo de energias utilizadas sejam em processos produtivos, atividades de serviço, entretenimento, lazer, etc., como os combustíveis, o vapor, calor, ar comprimido, além de formas mais limpas como a energia eólica, solar e outras formas análogas, ou seja, para o propósito da eficiência energética, energia refere-se às suas diversas formas, incluindo renovável, que podem ser compradas, armazenadas, processadas, utilizadas em equipamentos ou em um processo, ou até recuperadas.

Dessa forma, realizar a gestão de energia é muito mais do que medir mês a mês a conta de luz e avaliar se houve ou não uma redução de consumo. É entender também se houve uso de outras formas de energia, em sentido amplo, e como as mesmas contribuíram para os resultados da organização, ou seja, se o uso das mesmas é significativo. Até porque é possível existir cenários em que mesmo com aumento de consumo de energia seja possível atingir maior eficiência energética, quando ocorre, por exemplo, expansão de um empreendimento/atividade com aquisição de novas máquinas/ equipamentos contratação de mais funcionários, em que se pode ter um maior consumo geral de energia, mas um menor consumo por pessoas ou por máquinas.  Tudo dependente da forma como a organização gerencia seus usos significativos de energia, determina objetivos em relação a redução do consumo ou aumento da eficiência energética dos processos, mede e monitora os resultados periódicos e ações de adequação e/ou melhoria para que tais objetivos sejam alcançados.

Importância de implementar um Sistema de Gestão de Energia

Importância de implementar um Sistema de Gestão de Energia
Figura 01: Verde Ghaia

O Sistema de Gestão de Energia tem como finalidade auxiliar a organização a estabelecer os sistemas, bem como os processos necessários para melhorar a sua eficiência energética, conduzindo as reduções nos custos e nas emissões de gases com efeito estufa, através de uma gestão sistemática da energia.

Onde é possível desenvolver e implementar uma política energética, estabelecer objetivos, assim como, processos que atendam aos requisitos legais e outros requisitos aplicáveis ao escopo e negócio da empresa.

Diante dessa breve contextualização dos objetivos, pode-se perceber a importâncias e diversas vantagens que a organização alcança com a obtenção do Sistema de Gestão de Energia.

Em resumo, o SGE com base na NBR ISO 50001, proporciona as empresas otimização no que tange ao uso de energia sistemática, econômica e ecologicamente, ajudando na eficiência energética de processos, equipamentos e dispositivos, além de reduzir os custos, o consumo de energia e as emissões de CO2 e outras.

BENEFÍCIOS

Curso de EAD da Verde Ghaia sobre Eficiência Energética

O Sistema de Gestão de Energia bem implantado, proporciona diversos benefícios na totalidade da gestão de energia, tais como:

  • Redução de custos com energia e vida útil de equipamentos;
  • Melhoria da eficiência operacional;
  • Redução da emissão de gases de efeito estufa;
  • Existência de dados relativos a energia para auxílio na tomada de decisão;
  • Política para o uso mais eficiente de energia envolvendo até a alta administração;
  • Integração com sistemas de gestão existentes;
  • Redução de impactos ambientais;
  • Metas para redução;
  • Rateio de custos setorizados e transparência dos consumos de energia por departamentos;
  • Demonstração clara de responsabilidade social corporativa;
  • Vantagens competitivas sobre as empresas que negligenciam a gestão de recursos;
  • Melhoria contínua do perfil de uso da energia e muito mais.

A figura 01 apresentada abaixo, ilustra de uma forma dinâmica a importância do compromisso e engajamento contínuos dos envolvidos, pois são essenciais para a efetiva implementação, manutenção e melhoria de um SGE, a fim de alcançar os benefícios na melhoria do desempenho energético.


SGE – SISTEMA DE GESTÃO DE ENERGIA

Conheça tudo sobre Sistema de Gestão de Energia, no curso online ISO 50001 – Eficiência Energética.


2 comentários em “Sistema de Gestão de Energia: Uma visão muito além da conta de luz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *