Arquivos Saúde e Segurança Ocupacional | Grupo Verde Ghaia
×

AUDITORIA INTERNA ISO 45001 / OHSAS 18001


 

O serviço de Auditoria Interna OHSAS 18001 permite a análise isenta da performance do Sistema de Gestão da Saúde e Segurança no Trabalho da sua empresa. Além de avaliar o atendimento aos requisitos normativos e as possibilidades de melhoria para o sistema.

A Auditoria Interna OHSAS 18001 pode ser realizada por empresas que buscam a certificação, a manutenção da certificação ou desejam, apenas, verificar o desempenho do sistema.

No processo de Auditoria Interna OHSAS 18001, os auditores verificam se a empresa está atendendo, ou não, aos requisitos da norma. Também conferem como está o desempenho do Sistema de Gestão da Saúde e Segurança no Trabalho e identificam oportunidades de melhoria para a empresa.

______________________________________________________________________________

A Verde Ghaia tem a solução para a sua empresa realizar a avaliação do desempenho do Sistema de Gestão da Saúde e Segurança no Trabalho, com eficácia e imparcialidade.


Curso EaD ISO 45001:2018 – Aula Ao Vivo Deivison Pedroza


 

Entenda os requisitos da nova ISO 45001 e facilite o processo de migração e certificação nas organizações com o curso EaD ISO 45001:2018.

O curso contará com uma aula ao vivo exclusiva do CEO da Verde Ghaia, Deivison Pedroza. Será possível aproveitar esse momento para trocar informações e tirar dúvidas com um dos maiores especialistas no assunto, com mais de 20 anos de experiência.

O período do curso será de 30 de outubro a 30 de novembro, com aula ao vivo no dia 22 de novembro, com duração de 90 minutos e fórum de discussão aberto.

Tenha atitudes proativas e facilite o processo de certificação

As organizações que desejam se certificar na ISO 45001:2018 precisarão de uma equipe capacitada, apta a conduzir todo o processo de certificação. Para isso, é fundamental que os profissionais compreendam profundamente os requisitos da nova norma e entendam as principais diferenças em relação à OHSAS 18001:2007.

O que a ISO 45001:2018 especifica?

A ISO 45001 apresenta os requisitos para se implantar um Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional (SSO) nas organizações. A nova norma traz as especificações necessárias para que se possa promover um ambiente de trabalho seguro e saudável, capaz de prevenir lesões, doenças e fatalidades relacionadas ao trabalho.

Prazo para migração

A norma ISO 45001:2018 – Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional substitui e cancela a antiga OHSAS 18001:2007. As organizações certificadas na OHSAS 18001:2007, têm um PRAZO DE 3 ANOS, contados a partir de março de 2018, para realizar a migração para a ISO 45001:2018.

Portanto, essa é a hora certa para se capacitar e entender os requisitos da ISO 45001:2018, nova norma de Saúde e Segurança Ocupacional.

Materiais didáticos

O curso EaD da Verde Ghaia de INTERPRETAÇÃO ISO 45001:2018 – SISTEMA DE GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL, aborda de forma clara e objetiva todos os requisitos da norma, buscando sempre contextualizá-los. Além de possuir materiais didáticos em vários formatos e mídias. Como videoaulas explicativas, áudios das aulas para download, apostila teórica, slides ilustrativos e avaliação interativa.

O que irá aprender com o curso?

Com o curso EaD de Interpretação ISO 45001:2018 – Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional, o aluno irá aprender como interpretar e implementar os requisitos da norma na organização. Além de desenvolver habilidades para identificar e avaliar conceitos de Saúde e Segurança Ocupacional no ambiente de trabalho. Saberá também como integrar os requisitos de SSO com os outros Sistemas de Gestão, como a ISO 9001:2015 – Sistema de Gestão de Qualidade e a ISO 14001:2015 – Sistema de Gestão de Meio Ambiente, através do Anexo SL ou Estrutura de Alto Nível.

 

SAIA NA FRENTE! Saiba mais sobre o curso aqui!
Haverá uma grande procura por profissionais capacitados na nova norma de Saúde e Segurança Ocupacional.


Autofiscalização do uso de EPI’s – Você a aplica?


 

Fiscalização dos Equipamentos de Proteção Individual

Elias Temponi, coordenador jurídico da Verde Ghaia, propõe, no vídeo de hoje do Projeto Colunistas, uma discussão sobre a realização da correta autofiscalização do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) nas organizações. Um assunto que interessa a todos.

Antes de se falar do uso de EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual), é importante considerar a hierarquia das medidas de controle prevista na NR 09. Sgundo a norma, deve-se priorizar as medidas coletivas, administrativas e/ou de organização do trabalho que eliminem ou reduzam os riscos. Invocando-se o uso dos equipamentos somente após comprovado que tais medidas sejam tecnicamente inviáveis ou insuficientes para minimizá-los.

A questão é que, mesmo quando a empresa observa a hierarquia dos controles e constata a necessidade de utilização de EPI’s, considerando a existência de certos riscos, conforme seu PPRA, nem sempre aplica a correta fiscalização de seu uso. Muitas vezes, foca-se em somente garantir que os funcionários recebam os equipamentos e que eles estejam adequados aos riscos. Tal fornecimento, costuma até ser acompanhado de um treinamento geral, aplicável a todo tipo de função ou atividade. No entanto, tanto a CLT como a NR 06 determinam que cabe ao empregador exigir o uso adequado do EPI distribuído.

Dessa forma, somente a apresentação de registros de treinamentos e entrega periódica de EPI’s pode não ser suficiente para respaldar a empresa. Especialmente no que tange à responsabilização civil. Ou seja, na hora de discutir se a empresa terá que pagar alguma indenização (ou até mesmo pensão) ao trabalhador pelos danos físicos ou morais que experimentou.

NOTA TÉCNICA DSST 146/2015

Além disso, é importante também destacar que a NOTA TÉCNICA DSST 146/2015 revisa o entendimento sobre a validade dos Certificados de Aprovação (CA) dos EPI’s. A referida nota ratifica que apenas podem ser comercializados EPI’s e com o CA válido. Mas, permite que o equipamento seja utilizado dentro da validade do produto. Esta validade deve ser informada pelo fabricante. Neste caso, o mesmo tem que ser adquirido com o CA dentro do prazo. Daí a importância de se reter também as notas fiscais para comprovação.

Controle do Uso de EPI’s

Desse modo, é fundamental que as empresas estejam atentas. E, quando pela análise da hierarquia das medidas de controles, o uso dos EPI´s for considerado necessário, garantir que:

I – Sejam fornecidos os EPI´s adequados aos riscos;
II – Os Certificados de Aprovação (CA’s) estejam válidos antes da compra;
III – Sejam ministrados treinamentos sobre a importância do uso correto dos mesmos;
IV – Os treinamentos tenham sido assimilados, aplicando-se treinamentos de reciclagem, quando necessário;
V – Seja realizada a autofiscalização ou inspeções regulares quanto ao uso do EPI´s.

Assista ao vídeo e confira o conteúdo da Coluna na íntegra.

Elias Temponi
Consultor Jurídico / Colunista Verde Ghaia

A importância da gestão da segurança e saúde ocupacional


 

Quer fazer gestão da segurança e saúde ocupacional da sua organização? Fique por dentro das informações sobre Sistema de Gestão e Certificação. Pois, através dos textos dos especialistas do Grupo Verde Ghaia sua organização só tem a ganhar.

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) estima que a cada ano 2.78 milhões de pessoas morrem e 374 milhões são lesionadas ou tem doenças não fatais relacionadas ao ambiente de trabalho. Sendo assim, com objetivo de minimizar esses números estrondosos, surgem normas que ambicionam um ambiente mais seguro e melhor de se trabalhar.

O que é Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional

A antiga OHSAS 18001:2007, no entanto, advém de uma série de normas britânicas que foram desenvolvidas pelo BSI Group. Esse grupo, entre os anos de 1975 a 2000, publicou muitas normas de sistemas de gestão mundiais. Dentre elas as três mais utilizadas no mundo inteiro, relacionadas a meio ambiente (BSI 7750:1992), qualidade (BSI 5750:1979) e segurança e saúde (BS 8800:1996) que mais tarde inspirou a OHSAS 18001.

Principais benefícios da Gestão SSO

De acordo com o BSI Group, dentre os principais benefícios da gestão de saúde e segurança ocupacional (SSO) podemos citar, por exemplo:

  • Criação das melhores condições de trabalho possíveis na sua organização;
  • Identificação de perigos e definição de controles para gerenciá-los;
  • Redução de acidentes e doenças de trabalho, reduzindo custos e inatividade;
  • Engajamento e motivação dos funcionários com condições de trabalho melhores e mais seguras;
  • Demonstração de conformidade para clientes e gestão de fornecedores.

Prazo de Migração para a nova ISO 45001

Recentemente, em março de 2018, a OHSAS foi substituída pela ISO 45001. De tal modo, a ideia dessa nova versão é facilitar a integração com as normas ISO 9001:2015 e 14001:2015, uma vez que apresenta mesmo formato do Anexo SL.

As organizações terão 3 anos para migrarem, ou seja, 2021 é a data limite. Como as mudanças não foram muito significativas, as organizações que já forem certificadas na OHSAS não terão muita dificuldade de conquistarem a certificação na 45001.

Dúvidas sobre a migração e do que mudou acesse: https://www.verdeghaia.com.br/.

Faça uma boa gestão com equipe especializada e que atua no mercado há 20 anos!

Flávia Gomes de Magalhães
Graduanda em Engenharia Ambiental pela UFMG
Integrante do Grupo Verde Ghaia


Blog VG