Arquivos WEBINAR | Grupo Verde Ghaia
×

Prepare-se!! Semana Webinar Verde Ghaia com muito conteúdo!

 

Semana Webinar Verde Ghaia.

Webinars #20AnosVG!

A gente nunca para! Nste mês de Maio, a Verde Ghaia comemora seus 20 anos e está mais em forma do que nunca! Por isso, nada como estarmos mais perto dos nossos clientes para que tenhamos um mês ainda mais produtivo.

Assim, programamos uma semana de Webinar com muito conteúdo para que possamos conversar, tirar dúvidas e também, compartilhar com vocês esta data tão especial!

Uma Semana de Webinar só para você!

A Verde Ghaia sempre busca oferecer conteúdo de qualidade não apenas para os seus clientes, mas também a estudantes, professores, pesquisadores, estagiários, curiosos sobre os mais diversos temas.

É isso que ajudou a Verde Ghaia a se consolidar no mercado por 20 anos e nos tornando referência nacional em sistemas de gestão. E tudo isso não é à toa! Estamos sempre preocupados com cada detalhe, o desejo de ser cada vez melhor e oferecer serviços e produtos com qualidade. Além disso, cada um dos nossos colaboradores se dedicam de forma especial e exclusiva para ajudar você a facilitar seu trabalho, otimizar recursos, reduzir custos, permitiindo assim, que a sua empresa cresça de forma sustentável.

A Verde Ghaia tem profundo conhecimento técnico e faz questão de ser parceira de empresas que buscam integridade, transparência e ética em sua governança.

Conheça os assuntos no Webinar Verde Ghaia – 20 anos

Acesse aos vídeos, clicando nos links abaixo e fique por dentro do que aconteceu no dia!!

DIA 20/05 – Aplicação de novas Tecnologias na Gestão
Palestrante: Deivison Pedroza

Muitas metodologias utilizadas para Sistemas de Gestão ainda são da década de 90. Na contramão das grandes mudanças tecnológicas e exponenciais, estamos aproveitando pouco os recursos destas mudanças. Temos que nos conectar ao novo. As soluções digitais vêm causando impactos irremediáveis em diversos setores do mercado e integrando inteligência por meio da transversalidade das áreas. Mas, apesar das vantagens, menos de 40% das organizações no Brasil investem em tecnologia. Como não ficar de fora dessa era tech? Qual o impacto para sua empresa se não acompanhar essa revolução tecnológica?


DIA 21/05 – Governança, Risco e Compliance – GRC
Palestrantes: Raquel Varoni e Danielle Reis

Quando se fala em GRC é preciso ter em mente os conceitos base de cada processo para que o todo seja compreensível. No webinar, vamos falar sobre cada um: o que é governança, riscos e compliance, para ao final explicar a importância dessa integração. Atualmente, eles são combinados com a finalidade de alcançar resultados mais eficazes dentro das organizações, com objetivo de transações transparentes, avaliação de risco eficiente e a conformidade com as normas aplicáveis.


DIA 22/05 Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, Serviços de Saúde e de Construção Civil
Palestrantes: Ana Paula Santos e Fabiana Brant

Orientação prática e teórica com base nos principais requisitos legais para a elaboração de PGRS, PGRSS e PGRCC. Será apresentado o fluxo relacionado ao manejo de resíduos em qualquer tipo de segmento, contemplando os aspectos referentes à geração, segregação, acondicionamento, armazenamento, coleta, transporte e destinação/disposição final dos resíduos sólidos, serviço de saúde e construção civil.


DIA 23/05 – Segurança da Informação
Palestrante: Osvaldo Junior e Gabriel Pontes

Os vazamentos de dados deterioram não só a reputação de empresas renomadas como também causam prejuízos devido às multas aplicadas pelas leis vigentes. Por isso, nesse webinar vamos tratar a Governança de Segurança da Informação e o Desenvolvimento Seguro apresentando os meios para que as empresas estejam em conformidade com as leis e aumentem a confiança de seus clientes.


DIA 24/05 – Evolução da Gestão nos últimos 20 anos
Palestrante: Daniela Pedroza e Deivison Pedroza

O que mudou no mundo do atendimento às leis e monitoramento de sistemas de gestão nos últimos 20 anos? Vamos explorar os indicadores de desempenho na gestão e apresentar os avanços políticos e técnicos para as certificações no Brasil. Como era o processo e as exigências ao longo deste período e como é hoje? Sua empresa está adequada à nova forma de atendimento aos requisitos legais? Mais do que nunca o compliance sustentável é uma exigência de sobrevivência e a alta direção das empresas devem estar cada vez mais próximas destas questões. Confira a evolução da importância do seu setor para a gestão estratégica da sua empresa.


Gostou? Então marque na sua agenda!!


Participe e use esta experiência para motivar sua equipe a estar cada dia mais em compliance. Vagas limitadas!


Webinar ISO 19011: 2018 Vai começar agora!

 

As consultoras Raíssa Osaki e Fabiana Brant apresentam mais um Webinar Verde Ghaia cujo tema é Interpretação da ISO 19011:2018.

A discussão será sobre as principais mudanças da ISO 19011:2018 com abordagem baseada em risco, novo princípio de auditoria para riscos e oportunidades. O objetivo é que as auditorias sejam focadas em assuntos significativos para o cliente de modo que este possa alcançar suas metas.

Outro assunto que também será discutido é o planejamento de Auditoria, etapa importante e que não pode ser negligenciada. Consequentemente, as consultoras apresentaram assuntos relacionados a competência dos auditories para os variados sistemas de gestão e entendimento da organização e seu contexto, isto é, entender a estrutura, propósito e práticas de gestão do auditado: necessidades e expectativas de partes interessadas pertinentes; tipo de organização, governança, tamanho, estrutura; conceitos gerais de gestão e negócios, processos; aspectos culturais e sociais do auditado.

Além disso, as terminologia e aplicação também são foco desse Webinar, permeando o processo de auditoria e não apenas no objeto dela.

Por fim, a discussão abordará a ampliação do Anexo A que é uma espécie de orientador sobre novos conceitos de auditoria: contexto organizacional, liderança e comprometimento, riscos e oportunidades, ciclo de vida, auditorias virtuais, compliance e cadeia de suprimento.

Venha participar do Webinar ISO 19011:2018 e fique por dentro de todas as mudanças que ocorreram na nova versão ISO.

Aguardo você!!

Hoje, 27/02/2019 às 10H

Webinar ISO 19011 – Pronto para se atualizar?

 

No dia 27 de fevereiro, quarta-feira, às 10 horas, a consultora de SGI e professora do EAD Verde Ghaia, Raissa Osaki, estará ao vivo para apresentar as principais mudanças trazidas pela nova versão da ISO 19011:2018 e realizar o lançamento dos Cursos EAD Verde Ghaia de Formação de Auditores.

A nova versão da ISO 19011 – Diretrizes para Auditoria de Sistemas de Gestão, publicada em julho de 2018, cancela e substitui a edição anterior da norma, ISO 19011:2012. Portanto, os profissionais que já atuam como Auditores precisam se atualizar de acordo com a nova versão da norma para continuarem conduzindo os processos de auditorias nas organizações. E aqueles que desejam iniciar nessa área de atuação também necessitam de formação baseada nas diretrizes trazidas pela ISO 19011:2018.

ESSA É A HORA CERTA PARA SE ATUALIZAR E SE TORNAR UM AUDITOR ESPECIALIZADO!

INSCREVA-SE AGORA NA AULA AO VIVO GRATUITA

Torne o processo de Auditoria mais fácil

A ISO 19011:2018 surge para tornar o processo de auditorias mais fácil, uniforme e harmonizado. Confira as principais novidades presentes na nova edição da norma:

* Adição da abordagem baseada em risco aos princípios de auditoria;

* Aumento das orientações sobre a gestão de um programa de auditoria, incluindo o risco do programa de auditoria;

* Ampliação das orientações sobre a condução de uma auditoria, especialmente a seção sobre planejamento de auditoria;

* Expansão dos requisitos de competência genérica para auditores.

Curso de Auditores Internos- EAD Verde Ghaia

Para quem é essa aula

– Profissionais que já atuam como auditores de sistemas de gestão e precisam realizar reciclagem de acordo com a nova edição da norma.

– Profissionais que desejam atuar como auditores de sistemas de gestão nas organizações.

– Estudantes e profissionais envolvidos com programas de auditorias e interessados em geral.

Nesse momento será lançado os cursos EAD VERDE GHAIA de Formação de Auditores Internos baseados na ISO 19011:2018.

Aproveite e faça agora a sua inscrição antecipada nos cursos e garanta 20% de desconto!

Quer seu desconto? CLIQUE AQUI e faça a sua inscrição!

O que é Auditoria Ambiental?

 

A Auditoria Ambiental é um serviço disponibilizado pela Vede Ghaia e que permite aos nossos clientes obter uma visão mais ampla de sua própria estrutura, indo além do aspecto legal.

É levado em consideração também a forma como a empresa o uso de seus recursos naturais e como ao meio ambiente decorrentes dos processos, produtos e serviços do empreendimento.

Por que fazer?

Com a auditoria ambiental, a organização se torna capaz de avaliar melhor não somente os riscos legais perante aos órgãos oficiais, como também todos os possíveis riscos para com a comunidade, os seus clientes e os seus acionistas.

Dessa maneira, a empresa se resguarda e se protege de possíveis danos à sua imagem e ao seu patrimônio, além de contribuir para uma maior preservação do meio-ambiente.

Como é feita a Auditoria Ambiental? Quem faz?

A auditoria é realizada por consultores da Verde Ghaia. Todos os nossos auditores passam por vários tipos de treinamentos e cursos de capacitação, como Curso de Auditoria Interno e Curso de Auditor Líder.

Os auditores da Verde Ghaia visitam as instalações da empresa e conferem documentações referentes à NBR 14001 e demais normas relacionadas. Após a visita técnica, nossos consultores geram um relatório informando à empresa como está sua conformidade em relação às normas ambientais, e em caso de necessidade apontam observações de melhorias e não conformidades que precisam ser tratadas.

Com que frequência deve ser feita a auditoria?

Todos os processos de Auditoria Interna Ambiental devemser realizados cerca de um (1) mês antes da Auditoria Externa, feita por órgão regulador, com o intuito de receber o certificado de conformidade legal.

Por isso, previna-se de acidentes ambientais indesejados e garanta uma imagem séria e idônea frente à sociedade e ao poder público.

Contrate os serviços de Auditoria Ambiental da Verde Ghaia e proteja você, seus clientes e toda a sociedade de riscos dispensáveis e indesejados.

Se ainda restou dúvidas, convido você para assistir ao vídeo sobre Aspectos Ambientais da Verde Ghaia. Pegue seu cafézinho e aprenda mais sobre Auditoria Ambiental!

Fale conosco e tenha um SGA de excelência!

Qual a relevância das Auditorias para as organizações?

 

Talvez os sentimentos de muitos brasileiros seja de ódio, raiva e rancor, diante de mais uma catástrofe ambiental. Especulações e perguntas permeiam a cabeça de todos, almejando respostas para perguntas que não tem fim. Quem são os verdadeiros culpados dessa tragédia? Negligência por parte da empresa? Ou morosidade por parte dos órgãos responsáveis por fiscalizar?

A verde Ghaia como empresa atuante no ramo de direito ambiental entende, que este seja um momento muito importante para reflexões e aprendizado acerca do tema, pois, através dos rastros dessa grande tragédia é necessário que todas as grandes empresas do ramo de mineração, assim como os órgão públicos, tomem providências eficazes, para que episódios como estes não voltem a destruir comunidades e histórias, reduzindo tudo, a um mar de lama. É necessário reagir de forma diferente, pois aos poucos a comoção passa a dar lugar ao esquecimento, até que aconteça outra lamentável tragédia. Por isso, faz-se necessário repensar na Política Nacional de Segurança de Barragens.

Auditoria: Qual a relevância para a sua Organização?
Auditoria: Qual a relevância para a sua Organização?

Por isso, é de suma importância o trabalho de auditoria prestado por muitas empresas atuantes no ramo. O trabalho consiste não apenas na análise documental, mas também na realização da visita in loco cuja função é identificar os mais diversos tipos de problemas, principalmente aqueles que possam gerar danos irreparáveis.

No dia a dia de um auditor, é comum se deparar com situações perfeitas, apresentadas em documentos impressos e que muitas vezes não são colocadas em prática. Faz parte do papel de Auditor conscientizar a organização contratante de eminentes riscos, e a partir de então apresentar relatórios de todas as não conformidades e os possíveis tratamentos para cada uma das causas. Realizar uma análise do relatório em parceria com um grupo competente em Gestão de risco é um grande passo para tomar medidas mais precisas e com melhor planejamento de ação.

Tais procedimentos precisam ser vistos como uma prática cotidiana dentro das pequenas, medias e grandes empresas. Realizar uma auditoria e elaborar um planejamento adequado para gerenciar os riscos, é um dos primeiros passos para mudar a cultura organizacional, promovendo a saúde e segurança no trabalho. Desse modo, evita-se o pior e ao mesmo tempo promove a conscientização, mudanças de comportamento e de atitude nos processos internos da organização.

Prevendo por mais segurança, o Instituto Brasileiro de Mineração divulgou em nota, que convocou seu Comitê de Segurança de Barragem de Rejeitos, além de profissionais com reconhecida expertise nas áreas de Engenharia, Geologia e outras. A convocação prevê medidas drásticas para que as ações não fiquem apenas em documentos impressos, os quais muitas vezes se tornam obsoletos ou impossíveis de serem atendidos.

Pensando numa melhor direção a ser tomada, salienta-se que seja aquela que coloque a preservação da vida e do meio ambiente em primeiro lugar, buscando uma harmonia entre o homem e a natureza. Que essa dura lição nos leve a ver essas questões de forma precisa e com soluções rápidas e eficazes para que grandes catástrofes não venham a ocorrer, novamente.

Ana Paula dos Santos  / Advogada e Consultora Jurídica  do Grupo Verde Ghaia

História sobre Auditoria de Sistemas de Gestão – ISO 19011

 

Histórico da ISO 19011.A NBR ISO 19011 foi elaborada, analisada, aprovada e emitida em substituição das NBR ISO 10011 e suas partes que descreviam as diretrizes para realização de auditorias no sistema de gestão da qualidade e também em substituição da NBR ISO 14011 e NBR ISO 14012 que determinava as diretrizes para realizar auditorias em sistema de gestão ambiental.

Antigamente, cada sistema de gestão possuía a sua norma que descrevia as diretrizes para auditorias. A área da gestão da qualidade possuía as suas normas sobre este assunto e a área de gestão ambiental possuía outras normas determinando os mesmos assuntos.

Acontece que o mercado iniciou a integração dos sistemas de gestão da qualidade com a gestão ambiental e duas normas distintas tratando o mesmo assunto se tornou obsoleta. Então a ISO emitiu a ISO 19011 que compilava as diretrizes de auditorias para os dois sistemas. Assim as auditorias, que já estavam sendo realizadas de forma integrada, passam a ser gerenciadas por um processo baseado em uma única norma.

Com a emissão desta norma NBR ISO 19011 as normas NBR ISO 10011 e NBR ISO 14011 foram canceladas e substituídas. Tornando a gerencia das auditorias mais simplificada e fornecendo uma literatura mais enxuta. Facilitando assim, a coordenação das etapas de uma auditoria, tanto para sistema de gestão da qualidade quanto para sistema de gestão ambiental.

Princípios das Auditorias

As pessoas têm a tendência de interpretar as auditorias como se fossem uma investigação policial. A palavra “auditoria” remete às pessoas um estado de defesa, de auto preservação, de proteção de suas ações, comportamentos e práticas.

Acontece que este sentimento de proteção não é saudável para as auditorias de sistema de gestão, visto que o objetivo das auditorias não é o de investigação policial que busca por CULPADOS. Auditoria é um exercício, que deve ser sistematizado, cuja proposta é de verificar se os elementos que compõem o sistema de gestão estão implementados e se esses elementos precisam ser melhor trabalhados.

Os resultados das auditorias direcionam esforços aos pontos necessários, ou seja, mostram as organizações quais pontos precisam de mais atenção e cuidado para que os patamares recomendados sejam alcançados. Se as auditorias não são realizadas de forma correta, estes esforços são mal direcionados e o sistema de gestão implementado pode se tornar ineficaz.

Para garantir que o processo de auditoria transcorra da forma ideal, devemos nos basear em alguns princípios.

A aderência a estes princípios tornam a auditoria uma ferramenta eficaz e confiável cujas informações sobre a organização podem agir para melhorar seu desempenho. Dentre os princípios podemos citar:

  • Conduta ética (confidencialidade, discrição, integridade – o fundamento do profissional);
  • Apresentação justa (veracidade e exatidão);
  • Devido cuidado profissional (disciplina com o plano e com a diligência);
  • Independência (imparcialidade);
  • Abordagem baseada em evidências (fatos e dados devem basear as conclusões);

Implementação da Norma ISO 19011

A norma ISO 19011 é aplicável a qualquer tipo de organização independente do seu tamanho, bem como em organizações com fins lucrativos e em organizações sem fins lucrativos. Portanto, a NBR ISO 19011 pode ser aplicada às industrias, em comércios, em instituições de ensino, em prestadoras de serviços, em instituições públicas ou governamentais, em ONG’s, dentre outras.

Quando qualquer tipo de organização que desejar implementar uma rotina de auditorias internas ou externas de sistema de gestão da qualidade e/ou ambiental e/ou gerenciar programas de auditorias poderá utilizar esta norma como padrão a ser seguido.

Brasil é o primeiro país a assinar acordo para redução de açúcar nos alimentos

 

A Organização Mundial de Saúde tem alertado a sociedade quanto ao uso do açúcar nos alimentos, devido ao uso exagerado nos últimos anos. Estima-se que a população consome mais de 20% do alimento, sendo a recomendação de no máximo 10%, o que corresponde a 25 a 50 gramas ao dia.

Brasil busca reduzir a quantidade de açúcar até 2022

O grande problema é como controlar o consumo. Existem três problemas atuais, o primeiro é que o açúcar está presente na maioria dos alimentos do supermercado e “assume” vários outros nomes, xarope de milho, glicose de milho, frutose.  O segundo é que a legislação brasileira não exige que as indústrias alimentícias informações mais precisas, esclarecendo o que é açúcar natural e os adicionados. Por último, é o aumento do índice de doenças relacionadas ao excesso de uso desse alimento, tais como, glicose alta, diabetes, obesidade infantil.

Diante desse cenário, o Ministério da Saúde em parceria com a Organização Mundial de Saúde, fecharam um acordo no qual empresas brasileiras do ramo de alimetnos que reduzirão o açúcar nos alimentos industrializados até o ano de 2022. O Brasil é o primeiro país a fazer esse tipo de acordo. Inicialmente serão 68 indústrias de alimentos compreendendo 1.147 produtos.

A maioria das indústrias envolvidas já fazem uso do açúcar acima da meta sugerida. Gilberto Occhi do Ministério da Saúde, disse que “Estamos começando um processo de redução, é gradativo nos próximos 4 anos. Não será dividido linearmente. Dentro daquilo que a OMS recomenda sempre que o cidadão tenha uma informação. Gradativamente, com o nível da redução de açúcar destes alimentos, eles vão se tornando mais saudáveis”, disse Occhi”.

Leia o conteúdo completo sobre a matéria de redução de açucares no alimento nesse link.

Fonte: Jornal GI.conteúdo adaptado.

Diretrizes para auditorias em sistemas de Gestão conforme a ISO 19011

 

A ABNT NBR ISO 19011, cuja primeira edição data de 2002, é responsável por diretrizes a usuários em todos os tipos de organizações — sejam pequenas, médias ou grandes — que venham a realizar auditorias de primeira, segunda ou terceira parte para sistemas de gestão. Além de estabelecer diretrizes para uma auditoria, a ISO 19011 também determina requisitos para a competência e a avaliação de um auditor e da equipe auditora.

Diretrizes para Auditoria em sistemas de Gestão – ISO 19011

A ISO 19011 inclui os princípios de auditoria que nos ajudam a compreender a natureza essencial de uma auditoria, bem como seu gerenciamento e gestão, considerando responsabilidades, objetivos, coordenação de atividades e disponibilização de recursos, além de englobar orientações sobre a realização de auditorias, incluindo a seleção de pessoal envolvido. Suas proposições visam uma abordagem uniforme e harmonizada do processo de auditoria dos sistemas de gestão, permitindo assim a realização de uma auditoria com eficácia em vários sistemas simultaneamente.

É uma norma um tanto flexível quanto às diretrizes de auditoria, podendo variar de acordo com cada tipo de organização (tamanho e complexidade de processos). Entretanto, deve-se ficar atento a suas atualizações. A nova versão da ISO 19011 foi publicada em julho/18, cancelando e substituindo a segunda edição (ISO 19011: 2011). As mudanças envolvem expansão das orientações sobre a gestão de um programa de auditoria, ampliação das orientações sobre a condução de uma auditoria, expansão dos requisitos de competência genérica para auditores, ajustes de terminologia e remoção e expansão de alguns anexos.

ISO 19011: seus princípios

A auditoria é caracterizada pela confiança em alguns princípios que fazem dela uma ferramenta eficaz e confiável em apoio às políticas de gestão e controles, fornecendo assim informações pertinentes para que a organização possa agir para melhorar seu desempenho. São eles:

Integridade: aborda as questões de idoneidade da equipe de auditores, e também as competências de cada um deles (dedicação, honestidade, responsabilidade), de forma que as auditorias seja executadas de forma correta e em conformidade com quaisquer requisitos legais aplicáveis, mantendo total imparcialidade e observando possíveis influência por parte dos auditados.

Apresentação justa:  trata-se da importância de se apresentar as conclusões das auditorias com objetividade, veracidade e exatidão, levando-se em conta também a necessidade de registrar possíveis problemas de divergência de opiniões no ato da auditoria. A comunicação do auditor para com o cliente (e entre os auditores) deve ser clara e objetiva.

Devido cuidado profissional: refere-se à diligência com que o auditor executa a auditoria, e também à responsabilidade envolvida em seus julgamentos. As auditorias exigem a devida diplomacia e cautela a fim de conquistar a confiança dos clientes e demais partes interessadas.

Confidencialidade: aborda a importância da discrição com que os auditores devem proteger as informações obtidas das partes interessadas, principalmente para que não sejam utilizadas de forma inapropriada e/ou para ganhos pessoais (vale tanto no caso do auditor quanto do auditado).

Independência: abrange a imparcialidade e objetividade perante as conclusões da auditoria, de modo que todas as atividades sejam abordadas de forma não tendenciosa. Em caso de auditoria interna, por exemplo, é importante que as auditorias não sejam realizadas nos mesmos locais das funções dos auditores, a fim de garantir que as conclusões sejam baseadas somente nas evidências identificadas. Pode ser que nas organizações menores os auditores internos não consigam obter total independência da atividade auditada, porém isto não significa que não deva ser feito todo o esforço possível para reduzir a tendenciosidade ao máximo e incentivar a objetividade.

Abordagem baseada em evidências: é essencial que a auditoria seja baseada num método planejado e racional. As evidências devem ser passíveis de verificação e a amostragem de cada análise deve ser coerente com a auditoria. Basicamente segue o princípio do método científico, em que todas as constatações devem se mostrar coerentes, não importa quantas vezes sejam abordadas.

A importância da auditoria

A realização de auditorias é essencial não apenas para o cumprimento das leis, mas também para melhorar a qualidade dos procedimentos da organização, o que reflete não apenas nos produtos e serviços, mas também no capital humano.

Uma auditoria bem realizada define os riscos que podem interferir na governança e aprofunda os conhecimentos sobre os processos e os controles, prevenindo erros e aumentando a transparência e confiança perante os parceiros.

As auditorias externas assegura que a empresa esteja em conformidade legal com todos os requisitos e garante a transparência de seus processos (principalmente nas questões contábeis). E as auditorias internas são essenciais para a melhoria dos processos e controles, prevenindo erros e acidentes, reduzindo custos desnecessários e agilizando suas operações.

O planejamento de cada etapa é fundamental para garantir que todas as diretrizes sejam cumpridas e devidamente documentadas, permitindo assim que cada nova auditoria seja comparada à anterior com o objetivo de corrigir erros e melhorar processos.

Como saber o momento ideal para uma Auditoria?

As auditorias externas podem ser realizadas de acordo com a necessidade legal estabelecida por cada norma ABNT; já as internas, devem preceder as auditorias externas e também seguir um cronograma que se baseará no tempo necessário para correção de cada não conformidade identificando, ficando assim a critério do gestor o momento adequado (que, no entanto, deve ser pontual).

A melhor maneira de controlar o momento das auditorias de sua organização é adotando o aplicativo SOGI da Verde Ghaia, ferramenta essencial para auxiliar no monitoramento dos requisitos legais aplicáveis ao seu negócio, de modo que as informações ficam sempre atualizadas e facilmente disponíveis. Paralelamente, pode-se contar também com o banco de dados do Future Legis, página atualizada diariamente, que traz as mais diversas atualizações sobre as legislações.

Como vimos, a ISO 19011 estabelece as diretrizes para execução das auditorias, bem como os princípios relacionados à parte comportamental das equipes envolvidas. É de fundamental importância que todos os auditores tenham conhecimento da ISO 19011 para que os resultados das auditorias sejam homogêneos e confiáveis, principalmente quando os auditores envolvidos estiverem trabalhando de forma independente.

Nova ISO 19011 é publicada – ISO 19011:2018

 

nova versão da ISO 19011 – Diretrizes para Auditoria de Sistemas de Gestão – acaba de ser publicada (julho/18). Esta terceira edição ( ISO 19011/2018 ) cancela e substitui a segunda edição (ISO 19011: 2011). A norma foi tecnicamente revisada e desenvolvida pelo comitê de projetos ISO / PC 302Diretrizes para sistemas de gerenciamento de auditoria.

A ISO 19011:2018 oferece uma abordagem uniforme e harmonizada, permitindo a auditoria eficaz em vários sistemas ao mesmo tempo. Considerando que a maioria das organizações possui vários sistemas de gestão, ela promete tornar a auditoria uma tarefa mais fácil.

Nova ISO 19011 é publicada - ISO 19011:2018

Principais mudanças

As principais diferenças em relação à segunda edição são as seguintes:

# Adição da abordagem baseada em risco aos princípios de auditoria;
# Expansão das orientações sobre a gestão de um programa de auditoria, incluindo o risco do programa de auditoria;
# Ampliação das orientações sobre a condução de uma auditoria, particularmente a seção sobre planejamento de auditoria;
# Expansão dos requisitos de competência genérica para auditores;
# Ajuste de terminologia para refletir o processo e não o objeto (“coisa”);
# Remoção do anexo contendo requisitos de competência para auditar disciplinas específicas do sistema de gestão. Devido ao grande número de padrões de sistemas de gestão individuais, não seria prático incluir requisitos de competência para todas as disciplinas;
# Expansão do Anexo A para fornecer orientação sobre novos conceitos de auditoria, como contexto organizacional, liderança e comprometimento, auditorias virtuais, conformidade e cadeia de suprimentos.

A ISO 19011:2018

A norma fornece orientação para:

# Todos os tamanhos e tipos de organizações,
# Auditorias de escopos e escalas variadas,
# Conduzidas por grandes equipes ou auditores únicos,
# Em organizações grandes ou pequenas.

Os resultados da auditoria podem fornecer dados para o aspecto de análise do planejamento de negócios e podem contribuir para a identificação de necessidades e atividades de melhoria. Uma auditoria pode ser realizada em relação a vários critérios de auditoria, separadamente ou em combinação, incluindo, mas não limitados a:

# Requisitos definidos em um ou mais padrões do sistema de gestão;
# Políticas e requisitos especificados pelas partes interessadas relevantes;
# Requisitos estatutários e regulamentares;
# Um ou mais processos do sistema de gestão definidos pela organização ou outras partes;
# Plano (s) do sistema de gestão relacionado (s) à disponibilização de resultados específicos de um sistema de gestão (por exemplo, plano de qualidade, plano de projeto).

ISO 19011:2018

ISO 19011:2018 - Homem olhando as observações na tela do tablet

A fim de obter um melhor desempenho, economizar dinheiro e desenvolver uma vantagem competitiva, a auditoria regular do sistema de gestão precisa ser realizada.

Denise Robitaille, presidente do comitê do projeto ISO que revisou o padrão, disse que ele foi atualizado para garantir que continue fornecendo orientações eficazes. Portanto, aborda mudanças no mercado, tecnologias em evolução e muitos novos padrões de sistema de gerenciamento recentemente publicados ou revisados.

“Outras mudanças importantes na versão de 2018 incluem o acréscimo de uma abordagem baseada em risco aos princípios de auditoria para refletir o maior foco no risco, tanto nos padrões de gestão quanto no mercado”, disse ela.

“Há dicas sobre a auditoria de riscos e oportunidades, bem como informações sobre como aplicar o pensamento baseado em risco ao processo de auditoria. Além disso, a orientação foi ampliada em várias áreas, como a gestão de um programa de auditoria e a realização de uma auditoria”, completa.

A ISO 19011 está disponível no seu membro nacional ISO ou através da ISO Store. Cursos de Auditor Interno estão disponíveis em Cursos Online Verde Ghaia.

Outsourcing para requisitos legais, obrigações e evidências sempre atualizados.
Fale conosco e saiba mais sobre Outsourcing!

Fonte: iso.org.br
Adaptado por Mônica Rosa
Comunicação Verde Ghaia

Por que realizar Auditoria? Quais os benefícios?

 

Ainda tem dúvidas sobre a Gestão de Auditorias? O post de hoje vai ajudá-lo a entender sobre elas e a sua importância para o Sistema de Gestão. A realização de auditorias é algo imprescindível para quem tem um sistema de gestão implantado e precisa que o mesmo seja realimentado.

O que é Gestão de Auditorias?

A ABNT NBR ISO 19011 é bem flexível quanto às diretrizes de auditoria, podendo variar de acordo com cada tipo de organização, quanto ao seu tamanho e complexidade de processos. Considerando as novas versões da ISO 9001 e ISO 14001, atualizadas no ano de 2015, e a ISO45001:2018, é importante frisar que a ISO19011 já introduz o conceito de risco para as auditorias de sistemas de gestão. De acordo com a própria norma:

“O enfoque adotado se relaciona com o risco do processo de auditoria em não atingir seus objetivos e com a possibilidade de a auditoria interferir com os processos e atividades da organização auditada. Esta Norma não fornece diretrizes específicas sobre o processo de gestão de risco da organização, mas reconhece que as organizações podem focar o esforço de auditoria em assuntos de importância para o sistema de gestão”.     

A função das auditorias é checar se realmente  o sistema de gestão está entregando os resultados pretendidos dentro do objetivo de cada processo.

Para realização de uma boa gestão de auditorias, é importante ressaltar que elas se dividem em três tipos. Para entender um pouco mais sobre Auditoria e seus príncipios, sugiro a leitura do  texto “Auditoria: Príncipios e Classificação“.

1. Auditoria de Processo

Requer amostragem em determinado processo somente. Isto é, são auditorias focadas somente no que aquele processo faz de atividades, suas entradas e saídas.

As auditorias de processo são importantes para checar se o mesmo está alinhado com o objetivo da organização. Além de checar se seus indicadores estão alinhados com as metas e se todas as suas interfaces são seguidas.

2. Auditorias de Produto

Estas focam na produção de um produto ou serviço específico. Em outras palavras, como ele é concebido: desde a matéria prima utilizada até embalagem. Quando se fala em prestação de serviços, foca-se em uma das prestações da empresa e suas interfaces com as áreas de apoio.

3. Auditorias de sistema

Esse é o tipo mais utilizado. Esse tipo de auditoria é muito famosa por ocorrer uma vez ao ano. Seu objetivo é verificar se o sistema de gestão está de acordo com as diretrizes, pré-estipuladas pela organização.

E, principalmente, se está havendo melhoria contínua. A função destas auditorias é retroalimentar o sistema e assim, mostrar os pontos falhos a serem trabalhados,. Além disso, é possível verificar os principais gargalos, conscientização de pessoal e verificar se a organização está no caminho certo.

Procedimentos para Auditorias

Para realizar qualquer uma das auditorias é importante haver uma diretriz. As normas de gestão nos exigem um programa de auditoria.

E esta deve ser alinhado com os auditores internos pelo auditor líder e alta direção. Geralmente, há um responsável na empresa por fazer esta gestão podendo ser o responsável pelo SGI.

O programa consiste em um calendário de auditorias, ou seja, quais delas ocorrerão ao longo do ano sejam estas internas ou externas, data planejada, auditores envolvidos e tipo de auditoria.

Lembrando que este programa pode ser alterado ao longo do ano e a comunicação sobre as mesmas deve fluir para os envolvidos.

Cada empresa organiza suas auditorias de uma forma, seja pela utilização de um check list, de forma horizontal ou vertical, mas, o importante é que todo resultado de auditoria seja registrado em relatório, numa análise crítica ou até no próprio check list e contenha as conformidades, não conformidades, observações e oportunidades de melhoria.

A ISO 19011:2018 surge para tornar o processo de auditorias mais fácil, uniforme e harmonizado. Confira as principais novidades presentes na nova edição da norma:

* Adição da abordagem baseada em risco aos princípios de auditoria;

* Aumento das orientações sobre a gestão de um programa de auditoria, incluindo o risco do programa de auditoria;

* Ampliação das orientações sobre a condução de uma auditoria, especialmente a seção sobre planejamento de auditoria;

* Expansão dos requisitos de competência genérica para auditores.

Considerações Finais

As conclusões da auditoria podem indicar a necessidade de ações corretivas e preventivas ou de melhoria, se aplicável. Normalmente, tais ações são decididas e empreendidas pelo auditado dentro de um cliente da auditoria informando a situação destas ações.

Convém que sejam verificados a completeza e a eficácia da ação corretiva. Esta verificação pode ser parte de uma auditoria subsequente.

O programa de auditoria pode especificar o acompanhamento por membros da equipe da auditoria, o que agrega valor por usar a experiência adquirida. Em tais casos, convém que sejam tomados cuidados para manter a independência em atividades de auditoria subsequentes.

Disponibilizamos um e-book sobre a Norma ISO 19011! Baixe gratuitamente!


Paula Baptista
Consultor Externo Pleno
Engenheira Ambiental – Especialista em Gestão Estratégica da Qualidade

Blog VG