O que é Auditoria de Due Diligence? Por que você deve pensar em fazer?
×

O que é Auditoria de Due Diligence?


 

Equivocadamente, alguns profissionais conceituam a Due Diligence como mais uma simples auditoria, no entanto, é muito mais do que isso. A auditoria Due Diligence apresenta todos os itens de uma análise de risco jurídico, complementado por pareceres e sugestões de adequação a fim de solucionar cada um dos desvios identificados numa empresa. Em suma: ela é capaz de prever muitos problemas antes mesmo que estes ocorram.

Porque se preocupar com Auditoria Due Diligence

Por meio de um estudo aprofundado dos aspectos ambientais, contábeis trabalhistas, de saúde e segurança, previdenciários, jurídicos e patrimoniais da empresa, os auditores responsáveis conseguem realizar um diagnóstico completo e apresentar estratégias que certamente trarão melhorias globais ao seu negócio.

Para isso, é essencial contar com a ajuda de profissionais qualificados e de sua inteira confiança. É um trabalho complexo e que exige extrema organização, mas que certamente trará inúmeros benefícios, melhorando as estratégias de ação da companhia e permitindo passos mais seguros.

Antes de começar

Estabeleça seus objetivos. Quanto mais claro estiver seu objetivo para os responsáveis pela auditoria de Due Dilligence, melhor será o resultado dela.

É muito importante também realizar um trabalho preliminar junto aos funcionários da sua empresa, organizando uma reunião para esclarecer o que é a Due Diligence, o modo como é feita, quem serão os colaboradores e departamentos envolvidos e, principalmente, qual será o objetivo de todo o processo — que, aliás, é relativamente longo e vai exigir um bom planejamento dentro do cronograma de trabalho.

Para que a auditoria Due Diligence seja completa e eficaz, ela deve abarcar todas as atividades da empresa, porém, isso não impede que sejam realizadas Due Diligences por assunto determinado. Também é importante que ela analise o passado, o presente e o futuro, para assim poder fazer projeções de mercado e pesquisas sobre possíveis riscos ou instabilidades.

As etapas da auditoria de Due Diligence

Motivação é a primeira etapa, uma espécie de observação inicial que permite ao auditor conhecer o negócio, suas principais características e entender qual será a melhor estratégia de trabalho naquele ambiente. Também corresponde ao relacionamento do auditor com as equipes da empresa analisada. Tem como objetivo compreender o funcionamento de tudo, as regras e estratégias adotadas para as ações rotineiras etc.

Prática é o desenvolvimento do trabalho em si e abrange a análise de diversos documentos, como contrato social, livros contábeis, certidões, informações sobre funcionários, informações sobre passivos trabalhistas, sobre multas, cópias das atas de reuniões, relação dos órgãos diretamente ligados à sua atividade e de legislações específicas responsáveis por reger seu ramo de atuação etc. Pode ser que também se faça necessário consultar informações em órgãos públicos ou em empresas privadas que possuam relações contratuais com sua companhia. Vale ressaltar que até mesmo informações sigilosas fazem parte desse processo, por isso é importante firmar um contrato de confidencialidade com a empresa responsável pela Due Dilligence. Quanto maior a quantidade de informações colhidas, mais preciso é o resultado do estudo realizado.

Resultado é o veredicto, o relatório final que listará os problemas encontrados e as estratégias importantes para solucioná-los, além de conter informações sobre possíveis riscos ao seu negócio. Com tais dados em mãos, também será possível comparar a situação de sua empresa ante a concorrência, caso seja de seu interesse.

Findada a análise de todos os documentos disponibilizados, os profissionais envolvidos no estudo avaliarão os dados e gerarão um relatório personalizado e completo, identificando os pontos positivos e negativos do negócio, situações de risco e então direcionarão a empresa para estratégias a fim de melhorar todos os procedimentos internos.

Regras para uma boa Due Diligence

É essencial que a equipe responsável pela auditoria se concentre nas informações realmente relevantes, evitando analisar documentos com dados que sequer impactem no resultado final do estudo.

Ela também deve manter uma relação cordial com os funcionários responsáveis pela entrega de documentos e fornecimento de informações, porém sempre assegurando haver um certo distanciamento, uma relação meramente profissional, para assim garantir a idoneidade das auditorias. Deve também haver planejamento e as informações devem ser solicitadas com antecedência e fora dos períodos de pico de trabalho a fim de evitar perturbações na rotina dos funcionários da empresa. O ideal é que os auditores se concentrem em um ou dois funcionários para entrega das informações.

Se for o caso e houver necessidade, os auditores podem também solicitar pequenas reuniões em conjunto para sanar dúvidas mais específicas.

Devemos relembrar que o procedimento é longo, a auditoria Due Dilligence é por natureza lenta e aprofundada, justamente para garantir a exatidão e abrangência do estudo. Ainda que seu negócio seja pequeno e o escopo da Due Diligence seja limitado, o processo ainda exigirá extrema dedicação.

Due Diligence: Como fica a Gestão?

A auditoria de Due Diligence permite que você estabeleça uma visão ampla sobre a verdadeira  situação do seu negócio ou determinado tema (exemplo: cenário ambiental). Além disso, o processo vai ajudar a compreender alguns aspectos importantes sobre a empresa, como seu posicionamento no mercado, projeções, ciência dos cumprimentos de requisitos e compliance, riscos relacionados ao negócio. E por fim irá otimizar processos e sanar problemas (talvez antes mesmo que estes apareçam).

Ao levantar todas as informações sobre a sua empresa, você terá conhecimento real da viabilidade dela no mercado, com base em dados concretos, adquirindo assim mais segurança para avançar. Além disso, a auditoria de Due Dilligence permite que você levante eventuais falhas na execução das atividades e procedimentos.

Entender como o seu negócio funciona, como o mercado responde às suas ações e como você pode melhorar, é essencial para a avaliação das oportunidades e também para o aumento da sua credibilidade. A auditoria de Due Dilligence inclusive favorece seu negócio em caso de uma eventual fusão, cisão, venda ou transferência, pois expõe todos os aspectos do negócio a possíveis compradores.

Conclusão

Conhecer a auditoria de Due Dilligence aplicá-la à realidade da empresa é uma oportunidade de conhecer problemas ocultos e que, continuando não identificados, possam vir a causar grandes problemas. Esta, aliás, é uma das grandes vantagens da Due Diligence: com ela, é possível prever e mensurar situações de risco que, até então, sequer haviam sido diagnosticadas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *