×

Alterações na ISO 22000 – Segurança de Alimentos


 
Alterações na ISO 22000 – Segurança de Alimentos
5 (100%) 2 votes

As consequências dos alimentos não seguros podem ser devastadoras, para consumidores e empresas em todo o mundo. Com muitos dos produtos alimentares de hoje viajando várias vezes através de fronteiras nacionais, a ISO 22000  é essencial para a segurança da cadeia de abastecimento alimentar global. Agora, o padrão está sendo substancialmente revisto para garantir que ele permaneça relevante para as necessidades modernas.

Após uma década de um bom serviço, a ISO 22000, está passando por uma modificação completa para atualização com novos requisitos de segurança alimentar de hoje. O grupo de trabalho internacional (ISO / TC 34 / SC 17 / WG 8) encarregado da revisão, cuja secretaria é mantida pela Standards Foundation Dinamarquês (DS), membro da ISO para a Dinamarca, realizou a sua quarta reunião, em Abril de 2016.

Simultaneamente, WG 8 teve de esclarecer alguns conceitos-chave. Estes incluíram:

Aplicação da nova estrutura de alto nível ISO (HLS) com a norma ISO 22000, que agora é obrigatória na elaboração ou revisão de normas de sistemas de gestão (MSS). A nova estrutura define uma estrutura que torna mais fácil para as empresas a integrar mais de um MSS em um determinado momento.

O conceito de “risco” usado de várias maneiras, importante para as empresas de alimentos para distinguir entre a avaliação do perigo no nível operacional, através da Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (HACCP), e o risco do negócio onde as oportunidades também fazem parte do conceito.

Forma como o ciclo Plan-Do-Check-Act (PDCA) funciona através da inclusão de dois ciclos de PDCA separados no padrão, que operam um dentro do outro. A primeira será aplicada ao sistema de gestão, enquanto o segundo, dentro dela, aborda as operações descritas na Cláusula 8, que abrangem simultaneamente os princípios de HACCP definidos pela Comissão do Codex Alimentarius.

Descrição clara das diferenças entre os Pontos Críticos de Controle (PCC), programas operacionais de pré-requisitos (OPRPs) e programas de pré-requisitos (PPR).

Por: Paula Baptista – Consultoria e Projetos Especiais – Grupo Verde Ghaia

Para mais informações acesse:
Consultoria Online Verde Ghaia

____________________

 

Conheça nossos cursos na área de Segurança de Alimentos


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *