×

Nova versão da norma ISO 45001: Saúde e Segurança Ocupacional -SSO


 
Nova versão da norma ISO 45001: Saúde e Segurança Ocupacional -SSO
3.6 (71.11%) 18 vote[s]

Todos os dias, milhares de vidas são perdidas devido a acidentes de trabalho ou doenças fatais ligadas a atividades de trabalho. Estas são mortes que poderiam e deveriam ter sido evitadas, e devem ser no futuro.

A ISO 45001 visa ajudar as organizações a repensarem nos seus processos visando diminuir as doenças ocupacionais bem como os acidentes no trabalho. Com base no discurso de Kristian Glaesel e Charles Corrie, vamos apontar o  que o novo padrão da norma ISO 45001 trará à segurança para a linha de frente.

Se você é um empregado, um gerente ou um empresário, você compartilha um objetivo comum – você não quer que alguém se machuque no trabalho. A melhoria da produtividade decorre da garantia de que as pessoas operam em locais de trabalho que proporcionem transparência e criem confiança ao longo de sua operação e cadeia de suprimentos. Além disso, as práticas responsáveis ​​estão se tornando cada vez mais importantes para marcas e reputações, além de diminuírem drasticamente o número de passivos trabalhistas.

A ISO 45001 é o novo padrão ISO para saúde e segurança no trabalho (OH&S). Ele se tornou um dos padrões mais aguardados do mundo, e está definido para melhorar os níveis de segurança no local de trabalho, contribuindo para melhoria na qualidade de vida de seus colaboradores

Fato é, que a norma ISO 45001 se tornará parte da norma comercial, independentemente de as organizações optarem por adotá-lo ou não. É importante que as empresas se mantenham a par dos últimos desenvolvimentos. A ISOfocus falou com Kristian Glaesel, coordenadora do grupo de trabalho que desenvolveu o novo padrão, e Charles Corrie, Secretário da ISO / PC 283.

ISOfocus: O que é ISO 45001?

Glaesel e C. Corrie: a ISO 45001 é um marco! A norma ISO 45001 traz benefícios para a empresa  como um todo. Sendo esta, o primeiro Padrão Internacional do mundo, que trata de saúde e segurança no trabalho, ISO 45001, Sistemas de gestão de saúde e segurança ocupacional – Requisitos com orientação para uso, oferece um quadro único e claro para todas as organizações que desejam melhorar seu desempenho de SSO. Dirigido à alta direção de uma organização, visando proporcionar um ambiente de trabalho seguro e saudável para funcionários e visitantes.

Para conseguir isso, é crucial controlar todos os fatores que podem resultar em doenças, lesões e, em casos extremos, morte, mitigando os efeitos adversos sobre a condição física, mental e cognitiva de uma pessoa – e a ISO 45001 cobre todos esses aspectos.

Embora a ISO 45001 se baseie no OHSAS 18001 – o antigo benchmark para OH&S, ela é um padrão novo e distinto, não uma revisão ou atualização, e deve ser migrada gradualmente nos próximos três anos. Por conseguinte, as organizações precisam rever suas práticas de trabalho e de pensamento para manter a conformidade organizacional.

Selecionamos um dos nossos e-books sobre a nova norma ISO45001, para que você possa compreender as mudanças da normas e seus impactos positivos, para a organização e sua gestão.

Quais são as principais diferenças entre OHSAS 18001 e ISO 45001?

Existem muitas diferenças, mas a principal mudança é que a ISO 45001 concentra-se na interação entre uma organização e seu ambiente de negócios, enquanto a OHSAS 18001 foi focada na gestão de riscos de OH & S e outros problemas internos. Mas os padrões também divergem de muitas outras maneiras:

  • O ISO 45001 é baseado em processos – o OHSAS 18001 é baseado em procedimentos;
  • O ISO 45001 é dinâmico em todas as cláusulas –
  • OHSAS 18001 não é O ISO 45001 considera riscos e oportunidades –
  • OHSAS 18001 trata exclusivamente de risco
  • ISO 45001 inclui as opiniões das partes interessadas – OHSAS 18001 não.

Esses pontos representam uma mudança significativa na forma como o gerenciamento de saúde e segurança é percebido. O OH & S já não é tratado como um “autônomo”, mas deve ser visto na perspectiva de executar uma organização sólida e sustentável.

Dito isto, embora os dois padrões se diferenciem em sua abordagem, um sistema de gerenciamento estabelecido de acordo com o OHSAS 18001 será uma plataforma sólida para a migração para ISO 45001.

Sou Certificado e quero migrar. Como faço?

Ao migrar da OHSAS 18001, várias etapas devem ser tomadas para “preparar o chão”, por assim dizer, antes que o novo sistema de gerenciamento possa ser estabelecido. Se você seguir a seqüência abaixo, você estará bem no seu caminho:

Realize a análise das partes interessadas (ou seja, aqueles indivíduos ou organizações que podem afetar as atividades da sua organização), bem como fatores internos e externos que possam afetar os negócios da sua organização. Então pergunte-se sobre como esses riscos podem ser controlados através do seu sistema de gerenciamento.

Estabeleça o escopo do sistema, considerando o que seu sistema de gerenciamento está configurado para alcançar.

Use esta informação para estabelecer seus processos, sua avaliação / avaliação de risco e, o mais importante, definir os principais indicadores de desempenho (KPIs) para os processos.

Depois de ter adaptado todos os dados às ferramentas do OHSAS 18001, você pode reutilizar a maior parte do que você já possui no seu novo sistema de gerenciamento. Então, enquanto a abordagem é bastante diferente, as ferramentas básicas são as mesmas.

O que eu preciso saber se eu sou novo no ISO 45001?

A resposta depende do quanto você sabe sobre os sistemas de gerenciamento ISO. O ISO 45001 adota o Anexo SL, compartilhando assim uma estrutura de alto nível (HLS), texto básico idêntico e termos e definições com outros padrões de sistema de gerenciamento de ISO recentemente revisados, como ISO 9001: 2015 (gerenciamento de qualidade) e ISO 14001: 2015 (gerenciamento ambiental).

Se você já está familiarizado com o quadro comum, muito da ISO 45001 parecerá familiar para você e você precisará preencher as “lacunas” em seu sistema.

Se este não for o caso, as coisas podem ser um pouco mais complicadas. O padrão não é fácil de aprender quando você lê isso como um livro normal. Você deve perceber todas as interconexões entre as cláusulas específicas. O meu melhor conselho seria encontrar um bom curso de treinamento para ajudá-lo a desbloquear todo o potencial do padrão. Você também pode querer considerar o emprego de serviços de consultoria para ajudá-lo no processo.

Eu tenho um sistema integrado certificado ISO 9001 e ISO 14001. Como a ISO 45001 pode ser usada com outros sistemas de gerenciamento?

A estrutura comum da ISO para os padrões do sistema de gerenciamento foi deliberadamente desenvolvida para facilitar a integração de novos tópicos de gerenciamento nos sistemas de gerenciamento existentes de uma organização. Por exemplo, a ISO 45001 baseia-se bastante na ISO 14001, pois estamos conscientes de que muitas organizações combinam internamente suas funções de OH & S e ambientais.

Como a ISO 45001 será usada?

Nós prevemos que a maioria das organizações usará a ISO 45001 para estabelecer um sistema de gerenciamento de OH & S efetivo, e apenas alguns desejarão o reconhecimento extra que vem com a certificação. Não é necessário certificar um padrão de sistema de gerenciamento ISO.

Simplesmente ter um sistema de gerenciamento formal no lugar trará muitos benefícios, através da aplicação das melhores práticas. A certificação é meramente um endosso adicionado que demonstra às partes externas que você alcançou o cumprimento total de um padrão específico.

Os benefícios da ISO 45001 são infinitos quando implementados corretamente. Enquanto o padrão exige que os riscos de OH & S sejam abordados e controlados, ele também adota uma abordagem baseada no risco para o próprio sistema de gerenciamento de OH & S, para garantir que seja efetivo e que esteja sendo melhorado continuamente para atender ao “contexto” sempre em mudança da organização. Além disso, garante o cumprimento da legislação atual em todo o mundo.

Todas essas medidas combinadas podem estabelecer a reputação de uma organização como um “lugar seguro para o trabalho”, trazendo uma série de benefícios corolários, tudo ao mesmo tempo em que continua a atingir seus objetivos estratégicos.


FONTE: https://www.iso.org/news/ref2271.html (adaptado)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *