Você consegue compreender de fato as exigências do seu consumidor?
×

Como atender as principais exigências do consumidor nos dias de hoje?


 

Não se pode negar que nos dias de hoje as exigências do consumidor são uma pauta bastante recorrente no mercado, e não é para menos! Afinal, são essas exigências que vão determinar o que o consumidor vai ou não comprar, o que ele precisa, o que ele não quer mais e, principalmente, o que o mercado vai oferecer para sanar essa necessidade.

Diante de tal cenário, é fundamental que as empresas dediquem esforços para compreender melhor tudo que permeia o comportamento do consumidor e as exigências feitas por eles.

Isso é de suma importância, porque entendendo o comportamento do consumidor será possível compreender suas exigências. Em outras palavras, isso possibilita o entendimento de como clientes em potencial deverão responder a um novo produto ou serviço e ainda permite considerar onde estão oportunidades que eventualmente não estejam sendo atendidas por algum motivo.

Para esse entendimento, as empresas precisam fazer um questionamento: será que as ações da organização estão realmente conseguindo acompanhar as mudanças e também as exigências do consumidor? Caso a resposta seja não, calma, é possível atender a estas exigências de forma simples. E quer uma dica? Tem muito a ver com tudo que permeia um bom sistema de gestão.

Vamos lá!

Você consegue compreender de fato, as exigências do consumidor?

Diferencie-se dos seus concorrentes: Respire inovação

É importante ter em mente que os consumidores tendem a basear suas decisões na forma como se sentem, e muitas vezes utilizam a emoção para decidir pela compra, sem nem ao menos precisar realmente de tal produto ou serviço comprado.  

As empresas devem fazer uso dessa informação e basear suas estratégias de comunicação e os valores que defende nisso. Caso contrário, se pensar de forma tão simplificada sem considerar as emoções do cliente, a chance de colocar a empresa em risco é enorme. E se não saber olhar para as exigências do seu consumidor, sempre entregando o mesmo produto ou serviço, você não vai sair da zona de conforto. E sabemos muito bem que a zona de conforto não é lugar para empresas que querem crescer ficarem estacionadas.

Uma das maneiras de ficar atento a este ponto é ter um bom sistema de gestão implementado na empresa, que possa gerenciar todos os aspectos do negócio. Isso vai ajudar a atender também as principais exigências do consumidor.

Quando bem implantando, todos passar a ter uma melhor consciência sobre as responsabilidades dos processos da empresa e isso também pode ser uma resposta positiva para o consumidor final.

A crise é um alerta sobre a forma de como o consumidor se comporta

Os tempos de crise também podem afetar o comportamento do consumidor e até mesmo fazer com que eles tenham posições mais exigentes. Isso porque, de uma maneira geral, é preciso levar em conta que a crise acarreta 3 perfis de consumidores distintos, ou seja, aqueles que estão sem emprego, o que acabaram perdendo um e os que ainda permanecem empregados.

Por isso, a tendência geral quando há uma crise é a contenção de gastos. E então os consumidores poderão optar por produtos ou serviços que tenham melhor qualidade e com preços que estejam mais de acordo com o que podem gastar no momento.

Não ofereça o preço mais baixo, agregue valor e qualidade!

Mesmo em tempos de crise, não é o preço mais baixo que vai fazer o cliente comprar ou não. Na verdade, é uma total ilusão pensar que somente praticar preços menores no mercado irá satisfazer as exigências do consumidor – isso é um erro e um pensamento muito limitado!

Segundo o especialista Eduardo Multari, Diretor de Compras na Pfizer na América Latina, no passado era mais recorrente ter compradores que eram, simplesmente, operacionais. Isso quer dizer que o comportamento mais comum consistia no fato de que os consumidores realizavam cotações e tentavam fechar compras considerando sempre o menor preço.

Hoje em dia esse cenário mudou – e muito! O mercado está cada vez mais globalizado e a competitividade muito mais elevada. E a economia, especialmente no Brasil, ainda não está tão boa assim. Então, o importante nos momentos de crise é oferecer qualidade, agregar valor a seu produto, mostrar que você possui um diferencial em relação a concorrência e que, mesmo pagando um pouco mais, vale muito mais a pena comprar seu produto ou serviço.

Outro ponto fundamental refere-se em ter colaboradores preparados para entender os consumidores e os valores da empresa, sendo mais colaborativos e menos operacionais, bem como dedicar esforços para conhecer de forma mais assertiva quem são seus fornecedores e ainda todas as possibilidades de fornecimento envolvidas – que é o que veremos nos tópicos a seguir.

Empresas que tem a capacidade de ter esse comportamento sobrevivem a qualquer período, sejam bons ou ruins, porque entenderam quais as exigências do consumidor e as satisfazem.

Aposte em colaboradores menos operacionais e mais colaborativos

Para que se possa atender de forma eficiente as evidentes exigências do consumidor é preciso entender que nos dias atuais não é suficiente ter um time de colaboradores apenas operacional. Hoje, é essencial que a colaboração prevaleça entre eles, a fim de desenvolver as novas habilidades exigidas no mundo atual.

Em suma, os talentos devem ser mais amplos, com uma maior capacidade analítica e inovativa, com maior controle emocional e empatia, para entender realmente o cliente. Tudo isso é levando em conta nos dias atuais pelos consumidores e, novamente, as empresas precisam pensar nesse perfil de colaborador.

Invista em strategic sourcing e atenda as exigências do consumidor

Strategic sourcing é um método utilizado principalmente na área de suprimentos que avalia o custo total dos insumos (e não somente o menor preço) antes da efetivação de cada compra. São avaliados os custos internos e externos que afetam os produtos e serviços finais, como por exemplo o poder de negociação com fornecedores, a importância dos materiais para a empresa e os níveis de serviço, além do financeiro e logística.

Esse método está relacionado ao investimento na qualificação de líderes de uma empresa, para que se tornem profisionais do Strategic Sourcing a fim de compor um time de compras ainda mais eficiente e promissor.

Vale salientar que muitas empresas ao redor do mundo já entenderam que esse é um fator imprescindível para suprir as exigências do consumidor e também garantir a maximização do custo-benefício, agilizando o fluxo de atendimento do mercado. Isso porque, através da strategic sourcing, torna-se possível desenvolver uma visão ainda mais profunda sobre o mercado de uma maneira geral e ainda abordar uma série de estratégias dentro dos processos corporativos.

Além disso, é uma forma muito relevante de se estabelecer uma redução de riscos dentro da empresa, principalmente no que diz respeito à área de compras – tudo por meio de Políticas e Compliance.

Invista em Supply Chain: superação de desafios e consolidação do sucesso

Investir em Supply Chain é a melhor maneira de ir ao encontro de uma dose elevada de proatividade, bem como dinamismo, liderança, visão, energia e até mesmo maturidade dentro de uma empresa!    

Esse termo é comumente confundido com os processos de logística, mas é preciso salientar que o Supply Chain engloba, na verdade, um conjunto de métodos, conceitos e também formas de se conduzir operações a respeito do fluxo de mercadorias, podendo atingir positivamente as exigências do consumidor.

Importantes personagens, como distribuidores, atacadistas e até mesmo transportadores são inseridos no que chamamos de “teatro de operações” de forma totalmente estratégica, sendo que cada um desempenha um papel extremamente relevante.

A aplicabilidade de tal conceito se faz indispensável nos dias de hoje, uma vez que ele aposta no uso de tecnologias que permitam conceber uma melhor gestão das operações. Ou seja, possibilita o uso de recursos mais modernos e dinâmicos.

Em suma, o Supply Chain visa a integração das diversas fases pertinentes ao poder de venda em uma empresa, garantindo uma visão mais positiva no mercado, e logicamente, também pelo consumidor final.

Exigências do consumidor x sistema de gestão

Perceberam algo em comum entre tudo o que foi falado aqui? Todos os pontos destacados como necessários para analisar o comportamento dos consumidores e entender as suas exigências nos dias de hoje fazem parte igualmente de um bom sistema de gestão.

Isso não é coincidência, porque somente tendo um bom sistema de gestão que envolva todos os setores da empresa, e que saiba fazer a leitura dos seus clientes, entendendo o que eles necessitam e exigem, é que vai possibilitar o crescimento. Olhar para o cliente é essencial, mas também saber olhar para dentro da própria empresa é fundamental.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *